FRAMES VÊ BOAS PERSPECTIVAS NO MERCADO DE ÓLEO E GÁS NOS PRÓXIMOS ANOS | PetroNotícias





FRAMES VÊ BOAS PERSPECTIVAS NO MERCADO DE ÓLEO E GÁS NOS PRÓXIMOS ANOS

alineApesar de todas as dificuldades que o mercado de óleo e gás está enfrentando, a Frames, com sede na Holanda e um escritório no Brasil, está otimista para o desenvolvimento de seus negócios no país. A empresa já tem uma parceria antiga com a EBSE na produção de separadores, mas desenvolve projetos de outros equipamentos para o mercado brasileiro. A Gerente Geral da Frames no Brasil, Aline Motta (foto), diz que a empresa já tem uma forte atuação no segmento offshore, mas estuda novas possibilidades também no onshore:

 Há muitas situações ocorrendo no mercado e portanto não espero que seja um ano fácil. Nosso objetivo é continuar a dar suporte a nossos clientes e a Petrobrás nestes tempos difíceis. Apesar de saber que 2015 não será um ano fácil, para a Frames será um ano importante em termos de execução e vendas. Em 2015 finalizaremos a execução de Sistemas de Injeção Química, Unidades Hidráulicas, Unidades de Desidratação de Gás, Unidades de Remoção de H2s, Separadores e nossos pacotes de Tratamento de Água Produzida tanto para o Projeto Replicantes quanto para o Projeto Cessão Onerosa. Oferecer o melhor suporte para nossos clientes será nosso maior foco e além disso também estaremos focados em nosso Departamento de Serviços visando realizar o star-up e o comissionamento dos nossos sistemas e dar o suporte à Petrobrás e aos nossos contratantes para que eles alcancem a produção do primeiro óleo com os novos FPSOS. Estamos curiosos em relação aos desdobramentos do mercado de leasing e seus novos participantes. Também estamos interessados nas possibilidades que o mercado onshore tem a oferecer.”

Aline reforça a parceria com a EBSE e que estarão aos novoss investimentos que a Petrobrás precisará fazer nos próximos  anos:

 “Esperamos alguns atrasos este ano devido aos desdobramentos atuais, mas a longo prazo nossas expectativas serão atendidas. Continuaremos dedicados a investir e trabalhar no Brasil. Nos últimos anos investimos de maneira significativa no aumento do conteúdo local e são investimentos nos quais acreditamos. Nossa parceria com a EBSE nos permite trazer nossa tecnologia para o Brasil e junto com a EBSE podemos criar soluções fabricadas no Brasil para os nossos clientes. Para determinar nossa estratégia estaremos atentos as mudanças que o governo e a Petrobrás realizarão no âmbito econômico. Há também a queda no preço do petróleo que pode beneficiar o Brasil em curto prazo, pois torna a importação mais barata. A longo prazo, no entanto, isto pode impactar nos investimentos da Petrobrás. Para nós isto significa que manteremos nossa atenção voltada para como isto afetará o plano de negócios da Petrobrás para os próximos 5 anos. Também é interessante estar de olho nos FPSOs P-72 e P-73, e quando a Petrobrás colocar estas embarcações no mercado, estaremos prontos para demonstrar nosso conhecimento nesta área de trabalho.”

 

 

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of