ELFE PROCURA O CENPES PARA CERTIFICAR NOVA TECNOLOGIA DE MONITORAMENTO DE EQUIPAMENTOS

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

mtrtarjaA companhia Elfe vai aproveitar a feira Rio Oil & Gas, na capital fluminense, para apresentar ao mercado sua nova solução para monitoramento em tempo real de máquinas e equipamentos, com o objetivo de atrair novos clientes no setor. O diretor da empresa, Pedro Paulo Scofano, revela que a tecnologia já está sendo usada em caráter experimental por alguns clientes e que também já procurou  o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobrás (Cenpes) para que a tecnologia seja certificada. O executivo também conta que a empresa tem planos de expansão em outras áreas, como energia eólica, mineração e infraestrutura, mas que a meta é manter o mercado de óleo e gás como o principal. “Nossa intenção é tentar fazer com que nos anos seguintes haja desenvolvimento em outros mercados, mas continuaremos com o mercado de óleo e gás sendo o carro-chefe“, afirmou.

Quais novidades a empresa apresentará durante a Rio Oil & Gas?

A Elfe está oferecendo uma ferramenta chamada MachineFlow, desenvolvida em parceria com a Unicamp e a Solvian, uma empresa associada da Elfe. Essa tecnologia tem a capacidade de medir, em tempo real, as anormalidades que uma máquina ou um motor forem apresentando. É instalado em turbos compressores, máquinas, motores, e pode medir temperatura, fluxo, vibração e ruído, por exemplo. Após a instalação, ela monitora inicialmente durante 24 horas os parâmetros daquela máquina. Qualquer variação que a MachineFlow verificar, é enviada para uma central. A partir de então, a indústria do proprietário tem condição de tirar a máquina do processo ou então fazer a manutenção preventiva em tempo real. Isso traz grande economia.

Como ocorre essa economia?

Porque quando ocorre um defeito num equipamento e ele não é detectado com antecedência, o desgaste é muito maior. Quando aquele equipamento deixa de funcionar ou funciona de forma precária, e o problema só é descoberto muito tempo depois, provavelmente aquela falha já causou um dano muito maior. Quando o proprietário observar que precisa de manutenção, o dano já será grande demais. Por isso, a MachineFlow oferece essa vantagem, de apresentar o problema com antecedência.

Onde esta tecnologia já está sendo usada?

Essa tecnologia está em sua fase inicial. Nós conseguimos colocar a ideia em algumas indústrias. Em, talvez, dois ou três dos clientes nossos, mas ainda em caráter experimental. Não temos ainda um case pronto para entregar em larga escala, entretanto temos laboratórios que se interessaram pelo produto. E já temos também um início de conversa no setor de óleo e gás também, com o Cenpes. Existe todo um ritual técnico para ser cumprido. Se for o caso , o Cenpes certificará o equipamento.

Além deste produto, o que a empresa apresentará durante a feira?

Vamos apresentar os produtos e os cases. E também as solicitações que temos no nosso dia a dia que envolvem parte de manutenção e mecânica.

Como a empresa atua no setor de óleo e gás?

A Elfe é uma empresa genuinamente brasileira, com 3.500 empregados, e que hoje trabalha principalmente para o setor de óleo e gás. Nossa especialidade é mesmo em manutenção industrial e engenharia de manutenção. Temos a Petrobrás como nossa maior cliente, trabalhando em Exploração e Produção, fazendo operação e manutenção, trabalhando nas refinarias e no abastecimento. A Elfe tem as certificações  ISO 9101,  1001 e 18001, dando-nos reconhecimento dos clientes e das certificadoras nas áreas de qualidade e de SMS. O que distingue a Elfe dentro do mercado é porque conseguimos certificações que nem todas as companhias possuem.

Em função dessas certificações que realmente são aplicadas nas nossas operações, criamos nos últimos anos, uma nova área de engenharia onde conseguimos desenvolver procedimentos próprios e registrar estes procedimentos. A Elfe procura ganhar não no contrato específico, mas em escala, no volume de serviços contratados.

 Qual o planejamento para obter crescimento neste setor?

A Elfe tem grande interesse e vem se preparando para desenvolver, para crescer e ocupar outros setores de negócio, mas sem deixar de pensar no setor de óleo e gás. Nós pretendemos continuar nessa área e, ao mesmo tempo, nos desenvolver mais na área de infraestrutura, mineração, energia, eólica e ferrovias. Nossa intenção é tentar fazer com que nos anos seguintes haja desenvolvimento em outros mercados, mas continuaremos com o mercado de óleo e gás sendo o carro-chefe.

E como estão os negócios em óleo e gás?

A Elfe participa tradicionalmente das licitações da Petrobrás. Embora tenham ocorrido oscilações, temos recebido os convites dessas licitações. A tendência é que tudo volte ao normal. Da parte da Petrobrás, os pedidos continuam sendo efetuados, existindo hoje uma peculiaridade no que tange o prazo dos contratos. Antes eram maiores, com cerca de 2 ou 3 anos. Hoje é mais comum realizar contratos de 6 meses.  Isso se dá pela readequação ao novo modelo de gestão que a Petrobrás vem apresentando.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Cesar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Cesar
Visitante

Gostaria de receber informações de custo e como podemos obter o programa de controle dos equipamentos