USINA NUCLEAR DE ANGRA 1 VOLTA A GERAR ENERGIA PARA O PAÍS COM TRÊS DIAS DE ANTECEDÊNCIA

angra1A usina nuclear de Angra 1 foi conectada no início da tarde de hoje (18) ao Sistema Interligado Nacional (SIN). A unidade havia sido criticalizada no domingo, etapa onde o reator entra em reação em uma cadeia autossustentável. O retorno da unidade aconteceu três antes do que foi acordado com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Agora, a planta está em processo de elevação de potência e deve atingir 100% de sua capacidade na sexta-feira (21).

Para lembrar, Angra 1 foi desligada em meados de abril para reabastecimento de seu combustível nuclear. Ao todo, 1/3 do material foi renovado. Além das atividades de reabastecimento, a Eletronuclear usou esse intervalo de paralisação da planta para realizar atividades de inspeção e manutenção periódicas.

Leonam dos Santos GuimarãesDentre as tarefas de manutenção previstas, destacam-se a revisão dos transformadores T1A1, T1A/B/C e T1A2; a substituição do rotor da excitatriz do gerador elétrico principal; a inspeção visual de soldas do sistema primário; entre outras. Ao todo, estavam previstas 2.904 tarefas. Durante a manutenção, também foram realizadas inspeções visando à extensão da vida útil de Angra 1. “Todas as atividades planejadas foram executadas, e todos os testes de proteção e operabilidade dos equipamentos de segurança foram concluídos com sucesso”, destacou o superintendente de Angra 1, Abelardo Vieira.

O presidente da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães (foto), ressaltou que o retorno da operação de Angra 1 acontece em um momento importante, no qual o país enfrenta uma crise hidrológica grave. “Estamos entrando no período seco, que vai até novembro. Isso significa que a tendência é contarmos ainda menos com as hidrelétricas no futuro próximo. Nesse contexto, a geração de Angra 1 será fundamental para garantir segurança de abastecimento ao SIN”, avaliou.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of