A POLÔNIA VAI CONSTRUIR DEZ MICRORREATORES NUCLEARES PARA ATENDER PARTE DE SUA ZONA INDUSTRIAL NO PAÍS

SMPEstá seguindo de vento em popa o mercado de microrreatores nucleares no mundo. O desenvolvedor de pequenos SMR dos Estados Unidos, Last Energy, assinou uma Carta de Intenção com a Zona Econômica Especial Legnica da Polônia (LSEZ) e a DB Energy sobre a construção de uma usina de energia composta por dez SMRs com capacidade combinada de 200 MWe. O contrato também inclui um contrato de compra de energia com duração mínima de 24 anos pela LSEZ e seus arrendatários. Em um comunicado a empresa disse que “o acordo entre a Last Energy e a LSEZ marca um passo significativo para a implantação generalizada do SMR, representando mais de um bilhão de dólares em investimentos e mais de cinco bilhões de dólares em vendas de eletricidade.”

A oferta da Last Energy na área de SMRs abrange todo o processo de investimento, incluindo projeto, construção, financiamento, serviço e desativação. A DB Energy, com sede em Wrocław, garantirá a integração da infraestrutura da usina e dos clientes finais. A Zona Econômica Especial de Legnica, no sudoeste da Polónia, está em funcionamento desde 1997 e agora abriga mais de 75 empresas e mais de 16.000 empregos. “Este projeto permitiria uma fonte de energia segura, estável e livre de emissões para as fábricas localizadas na zona“, disse o presidente da LSEZ, Przemysław Bożek. “Estamos dando mais um passo não apenas em direção à energia verde, mas também para fortalecer a segurança energética“, acrescentou.

O vice-presidente da LSEZ, Ryszard Wawryniewiczof,  disse que como um dos primeiros do mundo, temos a oportunidade de aplicar essa tecnologia em casa. “Vemos uma grande oportunidade e uma série de benefícios resultantes da implementação dos investimentos, incluindo a obtenção de zero emissões reais, aumentando a atratividade do investimento áreas oferecidas ou construindo a vantagem competitiva da zona e dos investidores que aqui operam“, disse.

Dominik Brach, CEO da DB Energy, disse que o investimento fornecerá aos empresários da zona de emissão zero uma fonte estável de energia. “As pequenas usinas nucleares, em particular as produzidas por nosso parceiro Last Energy, são o futuro das grandes empresas a caminho de zero emissões“, declarouEm junho, a Last Energy assinou um acordo com a empresa estatal polonesa de energia Enea SA para cooperar na implantação de SMRs, potencialmente na Polônia. Sob a Carta de Intenções entre a Enea e a Last Energy, as duas empresas irão inicialmente cooperar no desenvolvimento, construção e distribuição de SMRs. Também prevê a possibilidade de estabelecer uma empresa conjunta na Polônia, responsável pela implementação da tecnologia SMR da Last Energy na Polônia. Após a comprovação da viabilidade econômica e tecnológica e a obtenção dos respectivos certificados, as empresas decidirão sobre o escopo da cooperação adicional com base nas análises de mercado realizadas e nas necessidades do Grupo Enea.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of