ENGENHEIRA BRASILEIRA DEFENDE NA COP-28 A NECESSIDADE DO USO DA ENERGIA NUCLEAR PARA SE ALCANÇAR AS METAS CLIMÁTICAS GLOBAIS

ALICEA engenheira nuclear Alice Cunha da Silva, integrante do Nuclear for Climate, está participando na COP 28 – 28ª Conferência de Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), Em meio às mudanças climáticas, levando sua experiência adquirida na Westinghouse, onde trabalha, para participação neste encontro internacional.  Atenta e mostrando  a necessidade da comunidade acadêmica e científica voltarem seus esforços para o controle do aumento da temperatura global. E este é o centro das discussões do evento que está acontecendo em Dubai, nos Emirados Árabes, até o dia 12, nos Emirados Árabes Unidos.

Reforçando a crescente atuação do Brasil no setor nuclear mundial, a Nuclear for Climate participa da COP a fim de criar diálogos com tomadores de decisão defendendo a inclusão da nuclear como parte da solução climática, como explica Alice Cunha da Silva, Innovation Project Lead e engenheira nuclear disse que   “A colaboração entre as diferentes fontes de energia limpa, como a nuclear, não pode ser excluída. Caminhamos num ritmo em que as emissões de gases de efeito estufa estão avançando e não conseguimos manter a temperatura abaixo de 1.5˚ C. Não podemos excluir a solução nuclear.”

A executiva é a única brasileira da Nuclear for Climate, movimento internacional que reúne jovens voluntários de diversos setores como medicina, energia, meio ambiente, entre outros: “Muitos países, para tirar as pessoas de uma situação de pobreza energética, precisam aumentar consideravelmente a produção de energia. Para realizar isso de forma sustentável, é preciso utilizar fontes com alta densidade energética, como a nuclear, em colaboração com outras“, explicou Alice.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of