AQUISIÇÃO DE EMPRESA ESPANHOLA POSICIONA A STATKRAFT NO BRASIL COMO UMA DAS TRÊS MAIORES GERADORAS DE ENERGIA EÓLICA

fernandoA Statkraft, uma das maiores geradoras de energia renovável da Europa, fechou o acordo para aquisição da Enerfín, subsidiária renovável da espanhola Elecnor. A transação posiciona a Statkraft, no Brasil, como um dos três maiores geradores de energia eólica. Aqui, ela passará a administrar nove parques eólicos em operação, agregando 632 MW no seu portfólio. Os empreendimentos estão situados no Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Em construção, são 68 MW, localizados no Estado de Pernambuco. A transação inclui também um sólido portfólio de projetos em vários estágios de desenvolvimento. Com isto, após a integração, a Statkraft ultrapassará a marca de 2.0 GW em energia renovável.

Para Fernando De Lapuerta, diretor presidente da Statkraft Brasil, a aquisição fortalece ainda mais os planos de expansão da empresa globalmente: “A transaçãoelector confirma, mais uma vez, o nosso comprometimento com o mercado brasileiro. O país é estratégico para nós e planejamos continuar atuando para contribuir com uma matriz brasileira cada vez mais renovável. Este ano vem sendo muito positivo em aquisições e projetos em construção. Para 2024, um dos nossos focos principais será a integração das atividades da Enerfín com a nossa empresa”.    

O ano de 2023 foi marcado por importantes aquisições da Statkraft no Brasil, que, em agosto, assinou a compra de dois parques eólicos da EDP Renováveis, localizados no Rio Grande do Norte. Também foi anunciada, em setembro, a compra de 18,69% do capital da Statkraft Energias Renováveis (SKER), que pertencia à Fundação dos Economiários Federais (Funcef). Ainda este ano, a Statkraft obteve a aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de sete outorgas dos seus primeiros projetos solares na Bahia. Juntos, eles totalizam 228 MW de capacidade instalada e funcionarão em formato híbrido com os atuais Complexos Eólicos de Brotas de Macaúbas, Morro do Cruzeiro e Ventos de Santa Eugênia, este último o maior empreendimento da Statkraft fora da Europa. O Complexo Ventos de Santa Eugênia está em fase final de obras, mas já iniciou a operação comercial de dois parques eólicos (VSE 2 e VSE 7), após aprovação da Aneel, no fim de 2022.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of