GAIA ADQUIRE DIREITOS DE PLATAFORMA E MIRA EM TECNOLOGIAS PARA APROVEITAMENTO DE GÁS NATURAL EM ÁGUAS PROFUNDAS

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

DSC_0093O momento é de muita expectativa e boas perspectivas para a Gaia. A empresa está anunciando ao mercado a aquisição de uma plataforma denominada DDSS, após adquirir 100% do controle acionário da companhia Rota do Brasil, desenvolvedora do ativo. O diretor da Gaia, Luiz Germano Bodanese, explicou que o planejamento da empresa é consolidar a tecnologia da DDSS e outras similares para viabilizar o aproveitamento de gás natural em campos de águas profundas. “Nós estamos muito otimistas. Esperamos que o mercado movimente mais. A expectativa é que os últimos leilões tragam mais investimentos para podermos ter mais clientes no Brasil”, aposta Bodanese.

Qual o foco atual da Gaia no mercado brasileiro?

A Gaia é uma empresa formada em 1995 e tem um foco muito grande em tecnologia. Estamos anunciando a aquisição dos direitos técnicos de uma plataforma chamada DDSS. Ela foi desenvolvida pela Rota do Brasil, empresa a qual nós tínhamos uma participação de 50%. Então, compramos a fatia restante e passamos a ter 100% da Rota.

Qual será a aplicação dessa plataforma?

É uma semi-submersível que funciona como uma SPAR – que é uma plataforma usada no Golfo do México, com 17 delas instaladas. Ela tem um formato de uma semi, mas tem funcionalidade como de uma SPAR.

Já existem contratos sendo negociados para esta plataforma?

Contratos ainda não. Estamos agora em fase de estudos e de engenharia conceitual para o mercado como um todo.

O senhor poderia resumir algumas características da DDSS?

Ela é uma plataforma de calado profundo, com movimentos pequenos e estabilidade muito grande. Ela praticamente cria uma ilha no meio do mar.

Quais são as perspectivas da empresa com o mercado brasileiro?

Nós estamos muito otimistas. Esperamos que o mercado movimente mais. A expectativa é que os últimos leilões tragam mais investimentos para podermos ter mais clientes no Brasil.

E como tem sido o momento atual de negócios?

Os dois últimos anos foram muito fracos. E nós aproveitamos para investir em tecnologia. Não divulgamos os números, porque são informações confidenciais.

Qual o planejamento estratégico da empresa para crescer nos próximos anos?

Consolidar a tecnologia da DDSS e outras parecidas para viabilizar o aproveitamento de gás natural em águas profundas.

Deixe seu comentário

1 Comentário em "GAIA ADQUIRE DIREITOS DE PLATAFORMA E MIRA EM TECNOLOGIAS PARA APROVEITAMENTO DE GÁS NATURAL EM ÁGUAS PROFUNDAS"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Deco Bamba
Visitante

Penso que DDSS quer dizer Deep Draft SemiSubmersible. Tem alguns tipos mundo mas a maior parte fica no Golfo do México. A vantagem da DDS é que os risers de menores movimentos do acoplamento assim como permite completações seca. Não entendi bem o foco da GAIA porque a BR tem por diretriz completação molhada e uso extensivo de FPSO. Seria importante saber o foco da GAIA. Se o projeto é bom talvez o foco seja USA.

wpDiscuz