CLIMA DE OTIMISMO PARA O ANO QUE VEM ESTÁ PREVALECENDO ENTRE OS EMPRESÁRIOS

Olivier-Bellion-diretor-geral-da-Total-Lubrificantes-do-Brasil-2-300x195O Petronotícias vem publicando as opiniões de pessoas que trabalham no mercado, em seus diversos setores, mostrando, até agora que o empresariado está mais otimista do que pessimista para os desafios de 2018. A quebra do conteúdo local, que está para ter seus índices alterados mais uma vez, agora  pelo Senado Federal, levou desânimo para a indústria brasileira, mas os leilões do pré-sal, embora só se transformem em negócios efetivamente em 2019, 2020, reacenderam uma chama que estava apagada desde a operação Lava Jato. Hoje (7) nós ouvimos o  Diretor-Geral da Total Lubrificantes do Brasil, Olivier Bellion, e Antônio Batista Ribeiro Neto, diretor do Sebrae para o setor de óleo e gás. Veja suas opiniões, a começar por Olivier Bellion:

1- Como analisa os acontecimentos de 2017 em seu setor de atuação?

– “ Sem dúvida, o ano de 2017 foi de muitos desafios para todos os setores da economia brasileira. No segmento de lubrificantes não foi diferente, mas apresentou um pequeno avanço. Ao final de 2016, o mercado sofreu uma queda de 5%, e até o fim de setembro de 2017, a redução no setor foi de menos de 2%. Com isso, há um indicativo de que o mercado de lubrificantes está em recuperação, assim como a economia do país.”

2- Quais seriam as soluções para os problemas que o mercado de lubrificantes atravessa?

-“ Para enfrentar a queda do mercado de lubrificantes, a TOTAL investe em inovação a fim de manter a qualidade dos produtos e serviços, bem como os funcionários, que passam por treinamentos frequentes para que o cliente final sempre receba o melhor atendimento.”

3- Quais as perspectivas para 2018? Pessimistas ou otimistas?

– “Eu acredito no Brasil e no seu potencial de recuperação. De maneira geral, o mercado de lubrificantes deve continuar a reagir como resultado de uma melhoria na economia e também do consumo de lubrificantes. Completamos 20 anos no país e vamos aproveitar a data, que é histórica, para dar sequência aos projetos que visam aumentar ainda mais a notoriedade  da Total Lubrificantes entre os brasileiros. Queremos acelerar o nosso crescimento e, para isso, miramos a indústria e os segmentos de caminhões e motocicletas.”

dddVeja agora as opiniões de Antônio Batista, do Sebrae:

1- Como analisa os acontecimentos de 2017 em seu setor?

– “ O ano foi de confirmação. Tínhamos algumas perspectivas que acabaram se concretizando no setor de petróleo, sendo a principal a realização de editais da ANP que resultaram na confirmação que o Brasil voltou a ser um pais atrativo para a os investimentos internacionais da indústria de petróleo e gás.”

2- Quais seriam as soluções para os problemas que o país atravessa?

– “Tivemos avanços, mas ainda ha espaço para melhorias do ambiente de negocio no setor de petróleo. Nosso opinião a regulamentação da politica de bônus de conteúdo local  para a empresa que  contrata fornecedores no Brasil para projetos em outros países,  pode ser uma grande alavanca para o mercado fornecedor brasileiro.

3- Quais as perspectivas para 2018? Pessimistas ou otimistas?

-“ As perspectivas são muito otimistas. O Brasil é um país com alto potencial no setor de petróleo, temos grandes ativos para atração de investimentos internacionais, e temos uma indústria competitiva e preparada para atender a demanda local e fora do país.”

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz