INB RECEBE APORTE DE R$ 190 MILHÕES QUE GARANTE O ABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEL PARA ANGRA 1 E ANGRA 2

zzzzNo apagar das luzes de 2017, o governo federal jogou uma boia para a INB e aportou R$ 190 milhões na empresa para garantir o abastecimento de combustível para as usinas nucleares Angra 1 e Angra 2. As operações das duas usinas estavam comprometidas em função de ter  combustível  apenas para operar até  final deste ano e era um alerta que estava sendo feito. Um sinal vermelho aceso pelo presidente da Eletronuclear, Leonam Guimarães.  As dificuldades de caixa que a Eletronuclear está passando, comprometeram os pagamentos para a INB.  Ela deixou de fazer os pagamentos, mas  equacionou uma dívida de R$ 84 milhões com a INB. Havia risco das usinas não operarem. Este problema foi resolvido. De certa forma é um passo positivo, mas ainda há outras decisões que precisam ser tomadas para levar tranquilidade ao setor nuclear brasileiro. É preciso que se equacione  o pagamento dos juros de RS$ 30 milhões mensais que a Eletronuclear paga mensalmente  ao BNDES. Depois disso, a retomada das obras de Angra 3.

A dívida com o BNDES sangra um valor tão alto, que compromete todas as outras operações da empresa, porque a obra de Angra 3 ainda está paralisada. Esses juros são referentes ao empréstimo da  construção da usina. Como ela não deu andamento, não pode gerar e, consequentemente,  arrecadar. Em função disso, o valor sai das operações de Angra 1 e Angra 2. Por isso é imperioso uma repactuação. O comprometimento do caixa da empresa resvala em outros problemas, como o pagamento das contrapartidas aos três municípios da Costa Verde: Angra dos Reis, Rio Claro e Paraty.  Além disso, pode haver problemas nos pagamentos dos fornecedores, até agora contornados pela mão firme do presidente Leonam Guimarães. 

O Presidente da INB, Reinaldo Gonzaga(foto), disse que este aporte do governo federal não apaga a dívida da Eletronuclear, que está em R$ 84 milhões. Mas vai dar mais flexibilidade à empresa que poderá ter um respiro em suas contas. Angra 1 e Angra 2 são responsáveis por 3% da geração de energia do País e são reabastecidas anualmente pelo INB. Angra 1 renova todo ano 44 dos 121 elementos (pastilhas) de urânio utilizados para gerar energia e Angra 2 tem a recarga de 56 dos 193 elementos que utiliza para operar.

2
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Crise Econômico-Financeira na Geração Nuclear – Economia e EnergiaNayde dos Santos Guimarães Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Nayde dos Santos Guimarães
Visitante
Nayde dos Santos Guimarães

Parabéns ao Presidente LEONAM GUIMARÃES POR TER CONSEGUIDO UM GRANDE AVANÇO PARA A RESOLUCAO dos problemas financeiros da EMPRESA ELETRONUCLEAR!!!

trackback

[…] abastecimento de combustível para Angra e Angra 2. Petronoticias. [Online] 04 de janeiro de 2018. https://petronoticias.com.br/archives/107162 […]