POWERSAVE DESENVOLVE CONJUNTO DE MEDIDAS PARA REDUZIR EM ATÉ 20% O CONSUMO DE ENERGIA NAS EMPRESAS

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

paulo gentilA energia certamente é um dos fatores que mais pesa nas contas da indústria brasileira. Pensando nisso, a empresa Powersave passou a desenvolver medidores que são usados para verificar onde o consumo de eletricidade pode ser otimizado. A partir destes resultados, a companhia sugere uma série de medidas a serem aplicadas, com o objetivo de reduzir os gastos. “Nós vimos ao longo do tempo que conseguimos uma redução em torno de 10% a 20% no consumo de energia. Este resultado é obtido pelas mudanças que sugerimos, como alterações de equipamentos que são pouco eficientes, por exemplo”, explicou o Diretor da Powersave, Paulo Gentil.

Pode nos contar como surgiu a empresa?

Estou à frente de duas empresa: a Powersave e a Brasil Eletronic. A primeira foi concebida com o intuito de reduzir o desperdício de energia em empresas e indústria. Fizemos uma pesquisa de mercado e descobrimos que as pessoas não tinham a menor ideia de como a energia era consumida. Ao longo de entrevistas que fizemos com várias pessoas e empresas, percebemos que muitos queriam medir o consumo. A partir destes resultados, meu sócio Juliano Caldeira e eu pensamos que poderíamos desenvolver medidores específicos para esse nicho de mercado. São equipamentos simples, de fácil instalação e manipulação de dados.

Detalhe um pouco sobre o funcionamento desta tecnologia.

Nós desenvolvemos dois tipos de medidores. Um deles é simples, no formato de tomada. Ele é voltado para pessoas que queiriam medir equipamentos como chuveiro elétrico e máquinas e equipamentos ligados diretamente no quatro de luz. Pensamos em um tipo de medidor monofásico, voltado a esses casos. Também concebemos outro tipo de medidor, um trifásico, de fácil instalação. Nele, é possível colocar gás de corrente nas três fases e estimar consumo de um equipamento ou ramo de uma fase de uma fábrica.

A Powersave nasceu dessa necessidade de levar as pessoas de estarem medindo o consumo. Você só consegue criar noção de eficiência quando você mede e observa o que está acontecendo. Por isso, desenvolvemos nossas ferramentas de trabalho. A Brasil Eletronics é um braço da Powersave, prestando serviços técnicos de instalação e fabricando os medidores.

O senhor estima quanto de redução de energia pode ser alcançada?

Nós vimos ao longo do tempo que conseguimos uma redução em torno de 10% a 20% no consumo de energia. Este resultado é obtido pelas mudanças que sugerimos, como alterações de equipamentos que são pouco eficientes, por exemplo, ou mesmo mudar o método de produção de uma indústria.  Outro exemplo: fios quando estão e oxidados precisam ser substituídos. Com fios melhores, eles esquentam menos e há uma redução de desperdício. Além disso, a instalação de capacitores eletrônicos – que são equipamentos que fazem compensação do fator de potência – reduz a corrente que flui na rede e, com isso, os fios esquentam menos e a perda é menor. 

Que outras medidas podem ser adotadas para redução de custo de energia?

Desenvolvendo sistemas de backup de energia, por meio de geradores ou banco de baterias ou até de sistemas solares fotovoltaicos. O backup de energia e o gerador entrariam em um horário de pico. Vale lembrar que a indústria tem uma demanda contratada de energia. Se você passar desta demanda, será sobretaxado. Em muitos casos, as indústrias lançam mão desses geradores para não ultrapassar o que foi contratado de energia da concessionária.

Outra forma é o investimento em energia solar. Em situações onde seu sistema de geração produz mais do que você consome, é medido a energia excedente, que é convertida em créditos para abatimento na conta de energia. Isso evita que seja necessário um sistema de bateria para guardar a energia excedente. Foi uma forma que o governo encontrou para baratear a energia solar. 

Como funciona o plano de ação da Powersave para promover a economia de energia em seus clientes?

Isto é feito em etapas. Nós, primeiramente, visitamos a empresa para ver quais são as questões de reclamação e analisamos as contas de energia da empresa. Escolhemos um local para instalar um ou mais medidores para que possamos conhecer a curva de consumo, qualidade de tensão, corrente que está sendo consumida e fator de potência. Conforme for avançando o contato da empresa, vamos sugerir algumas ações. Ao final desta etapa, partimos para uma próxima fase, onde partiremos para um estudo mais profundo sobre os pontos levantados na primeira fase.

Na terceira etapa é quando fazemos a instalação ou troca máquinas, sistema de iluminação, inclusão de sistema fotovoltaico, entre outras medidas. É nessa etapa onde há o investimento maior mesmo.

Quais são os mercados potencias para a Powersave?

Aqueles que mais consomem energia como, por exemplo, os que possuem muitas máquinas. Neles, em que poderíamos compensar o fator de potência, que é algo que vemos claramente que gera uma melhora na fábrica. Clientes industriais de alto consumo realmente pagam altas taxas na conta de luz. Esses são mercados que poderiam investir em sistemas fotovoltaicos. 

A empresa também faz a instalação desses sistemas?

Nós não chegamos a instalar diretamente, mas temos uma rede de contatos. Fazemos o projeto e avaliamos se esta alternativa é viável para o cliente.Temos todo o know-how de como seria o sistema, mas não chegamos a instalá-lo.

E quais serão os focos de atuação da companhia daqui para frente?

Pensamos em produzir mais medidores de energia e investir mais na área de consultoria. Estamos com projeto de energia solar também, com o foco de tornar esta fonte mais acessível para empresas e indústrias.

Para maiores informações e contato, basta enviar um e-mail para pl5@pl5.com.br ou ligar para os telefones 21-2551-1447/ 21-98387-5656 ou 92-98134-7815

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz