PEDRO PARENTE RESPONDE AO GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN E DIZ QUE NÃO É HORA DE PRIVATIZAR A PETROBRÁS

gggDifícil entender.  Sob o argumento de que precisa fazer caixa, de ter um programa de desinvestimentos, aos poucos, a Petrobrás vai vendendo importantes ativos da companhia, numa espécie  de  privatização a conta gotas ou privatização branca. Já vendeu poços, gasodutos, tenta vender sua distribuidora de gás, de combustíveis, quer sair do importante  e estratégico programa de biocombustíveis e ainda  assim o presidente da companhia, Pedro Parente, disse nesta quarta (7) que não faz sentido em falar em privatização da Petrobrás neste momento. E olha que foi uma resposta direta ao governador de São Paulo e pré-candidato à presidência, Geraldo Alckmin (PSDB), sobre uma possível privatização da estatal. “Entendo que não é uma discussão que faça sentido neste momento da Petrobras”. Parente  alega que a empresa está passando por um processo de reestruturação financeira, que poderia ser prejudicado pelo debate sobre a privatização: “Do ponto de vista da Petrobras, qualquer discussão sobre privatização teria efeito perturbador nesse processo”.

Pedro Parente  recorreu a pesquisas que demonstram resistência da população a privatização da companhia. Saber ele sabe, mas que a empresa não está respeitando o que a pesquisa aponta, não está.  Alckmin disse que há setores da Petrobrás que podem ser vendidos e que, eventualmente, a empresa poderia ser privatizada no futuro. O presidente da Petrobrás manteve a meta de vender US$ 21 bilhões em ativos até o fim de 2018, com o objetivo de ajustar a dívida da estatal, processo que pressupõe a saída de setores considerados não essenciais, como biocombustíveis e fertilizantes. Metade desse valor ele já se comprometeu a pagar à investidores americanos antes mesmo do julgamento das ações.

Deixe seu comentário

3 Comentários em "PEDRO PARENTE RESPONDE AO GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN E DIZ QUE NÃO É HORA DE PRIVATIZAR A PETROBRÁS"

avatar
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
deco bamba
Visitante
Papagaida para ser publicada na imprensa.ç Tanto Pedro Parente quanto Alckmin são farinhas do mesmo saco. PP, sob a égide do governo Temer, está fazendo a privatização branca vendendo ativos apreço de banana desde que este ativos ajudem apagar as dívidas da BR. Deste modo mata diversos passarinhos com uma cajadada só. Deixará a BR menor e lucrativa para venda mais simples ao mercado. Alckmin sabe das reais intenções de PP, se antecipou porque é candidato do pessoal que que mamatas do tipo feito na Vale no governo FHC. É simples. Entretanto é isto que o Pais deve seguir, entregar… Read more »
Fabio Silveira
Visitante

concordo com você. mais depois de vários anos pensando que o problema desse país seria a educação, o governo e assim por diante ….. somente agora entendi que o real problema desse país somos nóis mesmos.
Batemos palmas por encher o maracã, todos os anos temos rock in rio e está lotado, nossas praias lotadas.
E veja a nossa passividade para ir as ruas. Privatizar a Petrobras significa vender o páis gente … vamos acordar …. não gosto de funcionalismo público, acho medíocre, mais precisamos separar as duas coisas… primeiro é o cabide de emprego outra coisa é vender o país.

Luciano Seixas Chagas
Visitante
Para mim a dubiedade de atitude do senhor Pullen Parente se resume a uma frase. “Alckmin, não atrapalhe”! O senhor Pullen Parente e séquito dizem claramente ao Alckmin – o de pouca pontuação e chances mínimas na corrida presidencial que se avizinha, e o arauto da proposição de privatização da Petrobras, rejeitada por 70% da população brasileira, porque acha que, agora, dará pontos no ibope mais favorável para a sua nau de desesperados -, para ele não atrapalhar pois a privatização já está sendo feita devagar, passo-a-passo, sem praticamente qualquer reação da população, que acredita erroneamente estar a Petrobras quebrada… Read more »