ÍNDIA ACELERA O SEU PLANO DE CONSTRUÇÃO DE VÁRIAS USINAS NUCLEARES

dddO Conselho Regulatório da Energia Atômica da Índia (AERB) aprovou o início do trabalho de escavação na Gorakhpur para a construção de dois reatores de água pesada pressurizados de 700 MWe (PHWRs). A construção começará na primeira unidade em 2019, disse o ministro da Estado, Jitendra Singh, ao parlamento indiano. Singh disse que a AERB  recentemente  concedeu autorização para escavações em Gorakhpur, em Haryana, onde o trabalho de preparação do local já está em andamento. O primeiro concreto deve ser aplicado para a unidade 1 em 2019,   marcando o início formal da construção. A unidade 1 deverá entrar em operação comercial cinco anos e meio após a construção, com a unidade 2  um ano depois. O governo alocou US$ 3,2 bilhões para as unidades 1 e 2 de Gorakhpur.

As unidades de 700 MWe indianas constituem a primeira fase do projeto Gorakhpur, com outras duas unidades planejadas para construção na segunda fase. Gorakhpur 1 e 2 estão entre dez dez PHWRs que a Índia pretende construir até 2031. Duas unidades estão planejadas em Chutka, em Madhya Pradesh, quatro em Mahi Banswara em Rajasthan e duas em Karnataka. Dois outros reatores rápidos estão planejados para construção em Kalpakkam, em Tamil Nadu, onde um protótipo já está em construção.

Um total de quatro reatores de 700 MWe estão atualmente em construção nas usinas nucleares Kakrapar e Rajasthan. Um reator de água pressurizada AES-92 de design russo AES-92 está em construção na unidade 3 de Kudankulam, com o trabalho esperado para começar em Kudankulam 4, ainda este ano. Enquanto isso, o Economic Times nesta semana relatou que a Westinghouse está mantendo negociações com o governo sobre planos para construir até seis reatores AP1000 em Andhra Pradesh.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of