Megabanner

GIGANTES JAPONESES FECHAM ACORDO PARA COMPRA DE MAIS 5 % DO CAPITAL DA ORANO

ddssA Mitsubishi Heavy Industries (MHI) e a Japan Nuclear Fuel Limited (JNFL) completaram o investimento de cerca de 250 milhões de euros (US$307 milhões) para adquirir participações de 5% da Orono nas  antigas atividades do ciclo de combustível nuclear da Areva. Areva assinou os acordos com as empresas japonesas durante o  processo de dividir suas atividades do ciclo do combustível nuclear em ‘New Areva’, em agosto de 2016, combinando as empresas Areva Mines, Areva NC, Areva Projects e Areva Business Support e suas respectivas subsidiárias. A nova Areva foi renomeada Orano no mês passado, após a conclusão da venda dos negócios da Areva ao grupo EDF (75,5%), MHI (19,5%) e Assystem (5%) no final do ano passado, que  recebeu o nome de Framatome.  A Orano está focada no desenvolvimento de materiais nucleares e na gestão de resíduos. Suas atividades abrangem mineração, conversão e enriquecimento de urânio, reciclagem de combustível usado, logística nuclear, descomissionamento e engenharia.

 O plano de ação estratégica da Orano está centrado em três objetivos: gerar mais de 30% de sua receita na Ásia até 2020 (acima dos atuais 20%); para gerar fluxo de caixa líquido positivo este ano e garantir que mais de metade do seu pessoal atua em atividades de serviço em 2020.  A Orano planeja investir US$ 1,8 bilhão na modernização de suas plantas até 2025. O capital da Orano pertence ao  Estado francês (45,2%), pela Comissão de Energia Alternativa e Energia Atômica (4,8%), Areva SA (40%), JNFL (5%) e MHI (5%). O Conselho de Administração da Orano  concluiu o aumento de capital reservado para a JNFL e a MHI para um total de 500 milhões de euros.  Em um comunicado, Orano diz que  “Esta transação é o último grande passo na reestruturação da indústria nuclear francesa, realizada em 2015, e marca o fim da fase de constituição do grupo Orano. Com uma estrutura financeira fortalecida e parcerias estratégicas sólidas, a Orano agora tem os meios para crescer e alcançar seu objetivo de ser um dos principais players na produção e reciclagem de materiais nucleares, na gestão de resíduos e no descomissionamento.”

O presidente e CEO da MHI, Shunichi Miyanaga, disse: ” A Orano prestou seu apoio ao desenvolvimento da geração de energia nuclear no Japão. Agora, com a conclusão do nosso investimento, nossa parceria se tornará ainda mais forte. Tenho grandes esperanças de que poderá melhorar ainda mais a segurança e a confiabilidade da geração de energia nuclear, contribuindo assim para fornecimento de energia global estável e emissões reduzidas de dióxido de carbono. Com a conclusão desse investimento, a MHI agora buscará um intercâmbio humano e tecnológico mais profundo e mais expansivo com Orano”.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of