Megabanner

PULVERIZAÇÃO DE CONCURSOS DA TRANSPETRO E PETROBRÁS PODEM ESTAR ESCONDENDO IRREGULARIDADES

ddddA Transpetro avisa que está encerrando amanhã (7)  as inscrições para o processo seletivo público que selecionará 156 profissionais para o seu quadro de terra, sendo 53 para cargos de nível médio e 103 de nível superior, além da formação de um cadastro de reserva.   Todas as vagas são para profissionais  júnior para os quais não é requerida comprovação de experiência prévia.  Os convocados poderão atuar em 12 estados, a depender do cargo e polo de trabalho indicado. Mas concursos como este e os que a Petrobrás também está fazendo, já está dando o que falar. Há denúncias que chegaram ao compliance da  Petrobrás, sob a responsabilidade de João Elek(foto),  que apontam a  prática de lançamentos de editais em sequência pela Petrobrás as vésperas de um  pleito eleitoral majoritário, pode estar com favas contadas. É a mesma forma, dizem as denúncias, como a  Petrobrás agia, antes dos escândalos das Lava Jato,  quando a companhia  promovia os concursos públicos, mas não contratavam os aprovados na forma da lei e que a Estatal necessitava.  A força de trabalho requerida pela Petrobrás para conduzir seus negócios em suas atividades fins com estratégia e sigilo está sendo constituída através de contratação de empresas interpostas, contratadas sem licitação. Isso sendo confirmado,  é uma  autêntica burla aos concursos públicos.

Em 2005, quando a empresa estava “ politicamente aparelhada” foram feitos concursos, mas não houve uma  convocação adequada.  Quem foi aprovado, foi preterido. Duas empresas de aluguel de mão de obra, davam as cartas. E as pessoas inscritas nelas, eram as contratadas.  Essas  empresas abasteciam a Estatal de mão de obra, assim como as contas de políticos do governo e sua base aliada, em contrapartida aos contratos bilionários e fraudulentos que celebraram com a Petrobrás.  Esta fraude  foi confirmada pelas apurações dos procuradores federais.  A denúncia é que esta prática estaria se repetindo.

Outra importante denúncia, também já de conhecimento do compliance da companhia, é que a empresa não vem cumprindo a Lei nos Termos dos Editais  para nortear seus concursos públicos no que diz respeito a vagas reservadas às Pessoas com Deficiência (PCD),  que requer uma reserva mínima de 5% (cinco por cento).   Igualmente não vem cumprindo com as reservas de 20 % das vagas conferidas aos candidatos que se autodeclararem pretos e pardos. Considerando que somente haveria necessidade de reserva imediata de vagas para candidatos autodeclarados  pretos e pardos nos cargos/polos de trabalho,  com número de vagas igual ou superior a 3.  A estatal passou a limitar o número de vagas por polo inferior a esse número, o que seria um desrespeito à lei.  As denúncias apontam também que foram observados desvios das legalidades nos derradeiros Processos Seletivos Público, em que a Petrobrás, por razões desconhecidas procurou lançar no Mercado, justamente em ano de pleito eleitoral majoritário no Brasil.

Veja um  Resumo da quantidade de vagas por função e polo de trabalho dos derradeiros concursos lançados pela Petrobrás:

EDITAL Nº 1 – PETROBRÁS/PSP RH 2017.2, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017

– Estatístico(a) Júnior = 2 vagas (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Administrador(a) Júnior = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

EDITAL Nº 01 – TRANSPETRO/PSP- RH-2018.1, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2018

– Técnico(a) de Administração e Controle Júnior

– Brasília = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Rio Grande do Sul = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Santa Catarina = 2 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Espírito Santo = 2 vaga (1 vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Minas Gerais = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– São Paulo = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Faixa de Dutos Júnior = Rio de Janeiro e são Paulo = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Inspeção de Equipamentos e Instalações Júnior para São Paulo = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Manutenção Júnior – Automação (Bahia, Pernambuco, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)- Técnico(a) de Manutenção Júnior – Elétrica ( Parana e São Paulo) 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Manutenção Júnior – Mecânica (Parana e R Grande do Sul) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Operação Júnior (Parana, RG Sul, rio de Jan e S Paulo) = 2 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Analista de Comercialização e Logística Júnior – Comércio e Suprimento (Rio de Janeiro) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Analista de Comercialização e Logística Júnior – Transporte Marítimo = 2 vagas (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Analista Financeiro Júnior = 2 vagas (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Economista Júnior = 2 vagas (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Engenheiro(a) Júnior – Automação = ( Bahia, PE, São Paulo) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Engenheiro(a) Júnior – Elétrica (Amazonas, Bahia, São Paulo) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

EDITAL Nº 1 – PETROBRÁS/PSP RH 2018.1, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2018.

– Enfermeiro(a) do Trabalho Júnior ( MG, Se, Alagoas, Amazonas, Parana, RG Sul) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Engenheiro(a) de Meio Ambiente Júnior (Todo o Brasil) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Geofísico(a) Júnior – Geologia (Todo o Brasil) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Médico(a) do Trabalho Júnior (Bahia, MG, SE, Al, Parana, RG sul, São Paulo) = 1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Químico(a) de Petróleo Júnior (Todo o Brasil) =1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Administração e Controle Júnior (Santos, Vitória) =1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

– Técnico(a) de Suprimento de Bens e Serviços Júnior – Administração (Rio de Janeiro) =1 vaga (sem vagas garantidas para preto e pardos e deficientes)

4
Deixe seu comentário

avatar
3 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
joão batista de assis pereiraMartinsLuciano Carvalho Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luciano Carvalho
Visitante
Luciano Carvalho

Meu Deus, me inscrevi ontem para o concurso da Petrobras (prazo limite para inscrição), estou com o boleto com vencimento até amanhã para confirmar a minha inscrição e aí me deparo com essa notícia! É uma situação muito triste, ainda mais para pessoas como eu que estão buscando recolocação profissional nessa crise econômica e que estão vendo neste concurso uma oportunidade de voltar ao mercado profissional.

Martins
Visitante
Martins

Isso não é nenhuma novidade para quem foi aprovado nos concursos da Petrobras, mas jamis foram chamados. Mesmo executando as atividades com mão de obra terceirizada, a Empresa não convoca os aprovados. As pessoas vão à Justiça para tentar obter a convocação e quando ganham a Petrobras recorre até à última instância para tentar derrubar a convocação. A Petrobras dá um tapa na cara da sociedade porque ignora integralmente o artigo 37 da constituição.

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

Prezado Martins: Foi exatamente o que aconteceu comigo no processo seletivo público do ano de 2005, onde sindicalistas corruptos incrustados na Petrobras aparelhada, denominados de santíssima trindade, menção a Diego Hernandes, Wilson Santa Rosa e Armando Tripode comandavam a área de Recursos Humanos da Petrobras e da Gerencia Executiva de Serviço Compartilhados pendurado na Diretoria corrupta de Serviços, cujo Diretor era o Renato Duque, hoje presidiário em Curitiba. Essa turma promovia os concursos mais não contratava os aprovados em sua plenitude para não prejudicar as empresas terceirizada que abastecia as contas de políticos corruptos do PT e base aliada. Naquela… Read more »

joão batista de assis pereira
Visitante
joão batista de assis pereira

A PRESENTE DENUNCIA REQUER AÇÃO EM CARÁTER DE URGÊNCIA PARA EVITAR A CONTINUIDADE DO ILÍCITO. A Ouvidoria Geral da Petrobras At: Sr Mário Vinícius Claussen Spinelli (Ouvidor Geral da Petrobras) Prezado senhor: Na condição de engenheiro aposentado da Petrobras e, sobretudo como cidadão brasileiro, venho por meio desta apresentar denuncias as irregularidades que observei e que estão em curso na gestão de Recursos Humanos (RH) da Petrobras referidos aos derradeiros processos seletivos públicos para recomposição de seu quadro de profissionais, os chamados “Concursos Públicos” que poderemos intitular como: “PULVERIZAÇÃO ERRÁTICA DOS PROCESSOS SELETIVOS PÚBLICOS NA PETROBRAS NA ATUALIDADE, COM BURLA… Read more »