Megabanner

ESTADOS UNIDOS QUEREM QUE A RÚSSIA VOLTE A FORNECER GÁS PARA A UCRÂNIA

dddOs Estados Unidos esperam que a Gazprom, gigante de extração de gás russa, volte a fornecer gás para a Ucrânia, interrompido após o veredito dado pelo tribunal de arbitragem de Estocolmo, na Suécia,  em favor da empresa de energia ucraniana Naftogaz.  A Gazprom interrompeu o fornecimento de gás para a Ucrânia desde o dia 1 deste mês,  após a decisão do tribunal de arbitragem sueco, que atendeu as reivindicações da Naftogaz, da Ucrânia. De acordo com o veredito, a Gazprom deve pagar por prejuísos US$ 2,56 bilhões, considerando a decisão judicial anterior sobre o contrato de fornecimento de gás.

“O fornecimento de gás nunca deve ser uma arma política. Esperamos que a Gazprom forneça gás para o gasoduto da Ucrânia devido à decisão de Arbitragem de Estocolmo. A Rússia deve provar que é uma fornecedora de gás confiável”, disse o representante do governo norte-americano. A Gazprom e Naftogaz estão envolvidas em disputas judiciais desde junho de 2014, quando a Gazprom mudou sistema de pagamento que tinha com  a Ucrânia, mudando para um sistema pré-pago de fornecimento de gás, devido a uma dívida da empresa ucraniana. As reclamações da Gazprom basearam-se principalmente nas punições previstas pelo contrato firmado entre as estatais Gazprom e Naftogaz. A fórmula contratual obriga a Ucrânia a pagar o volume de gás especificado no contrato, independentemente do volume real de compras. Pouco depois da introdução do novo sistema, a Naftogaz apelou para o tribunal de arbitragem de Estocolmo, exigindo que os preços de fornecimento de gás e de trânsito do contrato firmado em 2009 fossem revisados de forma retroativa.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of