Megabanner

IRÃ QUER QUE O PETRÓLEO INTERNACIONAL SIGA OS PREÇOS REAIS DO MERCADO E NÃO OBEDEÇA AJUSTES ARTIFICIAIS

sssssO Irã não quer que os atuais cortes na produção de petróleo liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) ultrapassem o necessário para reequilibrar o mercado, uma vez que o país deseja ampliar sua própria oferta. Em novembro do ano passado,  a Opep e dez países de fora do grupo, incluindo a Rússia, concordaram em estender até o fim deste ano um acordo que corta sua produção combinada de petróleo em 1,8 milhão de barris por dia. O objetivo era reduzir os estoques globais. Em junho, na Áustria, a Opep voltará a discutir o assunto. Embora tanto Irã quanto Arábia Saudita tenham se mostrado abertos ao relaxamento dos limites de produção no próximo ano, a visão do Irã contrasta com a do ministro de petróleo saudita, Khalid al-Falih, que no mês passado disse que não se importaria se os cortes ultrapassarem um pouco o nível de reequilíbrio do mercado.

Iranianos e sauditas estão divididos quanto ao patamar de preços do petróleo que a Opep deve buscar. O Irã quer o barril a US$ 60. Em meio as cotações altas que  impulsionam a produção de óleo de xisto nos EUA, a Arábia Saudita acredita que o preço ideal para o barril seja  US$ 70. A Arábia Saudita tem minimizado a capacidade do óleo de xisto americano de desestabilizar o mercado e promovido a aliança da Opep com a Rússia, maior produtor mundial de petróleo.

O Ministro do petróleo do Irã,  Bijan Zanganeh disse  não ter tido discussões recentes sobre preços, mas que deverá encontrar Falih durante reunião de cúpula do Fórum Internacional de Energia na Índia, em abril. Ele também sinalizou que desafios a futuras restrições poderão vir de Teerã, que concordou em limitar sua produção, mas sem reduzi-la, ao contrário de outros integrantes da Opep. O Irã será pressionado a elevar sua produção para que possa pagar investimentos feitos por empresas chinesas em campos terrestres.  Pelos contratos iranianos assinados no passado, os gastos de investidores estrangeiros são reembolsados com barris de petróleo.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of