ELETROBRÁS VAI INICIAR UM NOVO PROGRAMA DE DEMISSÕES VOLUNTÁRIAS

xxxCom dificuldades para seguir no processo de privatização, rejeitado por grande parte dos deputados federais, a  Eletrobrás anuncia na próxima semana um terceiro plano de demissões voluntárias (PDV). A meta é que essa nova fase do PDV consiga a adesão de 3.000 funcionários, o que geraria uma economia de R$ 1 bilhão à estatal.  O próprio  presidente da empresa, Wilson Ferreira, fez este  anúncio após fazer uma apresentação no Fórum Econômico Mundial – América Latina. Wilson Ferreira disse que  desde que assumiu a presidência, em maio de 2016, a empresa já conseguiu reduzir em R$ 1 bilhão as despesas com a folha de funcionários, e outros R$ 500 milhões com custos administrativos. Os PDVs anteriores tiveram a adesão de 2,4 mil servidores da estatal.

A redução da alavancagem é uma das iniciativas da estatal para dar prosseguimento ao processo de privatização, que é necessário para que a empresa tenha as mesmas condições de competição que as concorrentes. O benefício da privatização é salvar uma empresa em situação financeira delicada. Não tem como ter capacidade financeira quando o governo, com restrição orçamentária, tem uma participação de 60%. A maior parte dos nossos concorrentes já tem capital pulverizado. A privatização da Eletrobrás, que envolverá venda de ações e redução da fatia da União, começou a ser discutida na Câmara dos Deputados, mas a realidade é que dificilmente sairá num ano de eleições.

Deixe seu comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Subscribe  
Notify of