Megabanner

NOVO PLANO DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA DA ELETROBRÁS QUER DESLIGAR TRÊS MIL FUNCIONÁRIOS

DSDSA Eletrobrás lançou um novo plano de demissão voluntária. O anúncio foi na manha desta segunda-feira(26) através de um comunicado da empresa. É PDC, Plano de Demissão Consensual, que leva em conta as normas da nova legislação trabalhista, que determina que seja feito um acordo entre patrões e empregados. No caso da Eletrobrás, o acordo determinou o pagamento de 20% do FGTS, como manda a nova lei, e mais 20% de incentivo, somando os 40% que eram direito do trabalhador antes da mudança na lei.  O plano, que está sendo implantado simultaneamente nas empresas Eletrobrás Cepel, CGTEE, Chesf, Eletronuclear, Eletronorte, Amazonas GT, Eletrosul e Furnas, além da própria holding, é uma das iniciativas previstas no Plano Diretor de Negócios e Gestão (PDNG) para o período de 2018 a 2022.  Este plano teve aprovação da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais.

A adesão dos empregados se dará até o dia 27 de abril e os desligamentos ocorrem em oito turmas de 30 de maio até 14 de dezembro de 2018. São elegíveis ao PDC empregados que tenham, no mínimo, 10 anos de vínculo empregatício com a empresa, considerando o limite de 14/12/2018; ou anistiados e reintegrados à empresa por meio da Comissão Especial Interministerial de Anistia – Lei nº 8.878/1994 (neste caso não há exigência de tempo mínimo de empresa). A meta da Eletrobrás é o desligamento de três mil colaboradores em todas as empresas, o que vai representar uma economia de cerca de R$ 890 milhões ao ano. O lançamento do PDC já estava previsto nas iniciativas de eficiência operacional e disciplina financeira que vem sendo implementadas na companhia desde 2016 e redundaram na elaboração dos planos “Desafio 21” e “Desafio 22”. A possibilidade de desligamento se dá pela crescente automação adotada nas empresas Eletrobrás, na utilização de um sistema de gestão empresarial (ERP) unificado nas companhias e também da criação de um Centro de Serviços Compartilhados. Além disso, a redução de quadro de pessoal busca um alinhamento dos custos da Eletrobrás às tarifas, evitando prejuízos operacionais no futuro.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of