Megabanner

FASE MARÍTIMA DA 15ª RODADA TERMINA COM R$ 8 BILHÕES ARRECADADOS E APETITE DE ESTRANGEIRAS

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

Gerhard-Haase1Chegou ao fim a primeira parte da 15ª Rodada de Licitações, que está sendo realizada nesta quinta-feira (29), no Rio de Janeiro. Na parte da manhã, foram ofertados os blocos marítimos e o resultado foi positivo, na visão do governo. Até agora, foram arrecadados R$ 8,014 bilhões em bônus. Do total de 49 blocos em mar oferecidos, 22 deles foram comprados. Os destaques até agora foram os grandes lances feitos pela ExxonMobil e Petrobrás na Bacia de Campos. As companhias, em consórcio com a QPI, adquiriram por R$ 2,8 bilhões o bloco C-M-789, maior lance feito no certame. Outra importante aquisição da petroleira americana também foi feita na Bacia de Campos – o C-M-657, que foi negociado por R$ 2,1 bilhões. Além da Exxon, formam o consórcio que explorará a área a Petrobrás e a Statoil.

Outra estrangeira que movimentou bastante a rodada foi a alemã Wintershall. Ela participou com 20% do grupo de empresas que arrematou o bloco C-M-821, na Bacia de Campos. A área será explorada em parceria com Repsol (40% de participação e operação) e Chevron (40%). A companhia alemã também foi o grande destaque nos lances feitos por áreas da Bacia Potiguar, comprando três blocos. “Queremos construir e manter um portfólio bem balanceado [no Brasil]. São áreas que para nós são claramente importantes”, afirmou Gerhard Haase (foto), presidente da Wintershall no Brasil, após o fim da sessão de lances.

O balanço feito pelo governo é de sucesso do leilão. O secretário de petróleo e gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, acredita que o resultado positivo do certame se dá por conta da geologia brasileira e das condições estabelecidas. “O Brasil virou a bola da vez. Temos aqui [no leilão] empresas que não entraram mas que estão de olho. Temos um ambiente criado favorável ao Brasil”, declarou. Ele ainda revelou que a expectativa inicial do governo era de uma arrecadação de R$ 6,9 bilhões com a 15ª Rodada e a 4ª Rodada do pré-sal. Mas com os lances feitos na manhã desta quinta, Félix acredita que esse número com certeza vai passar da casa de R$ 12 bilhões, sem contar com a cessão onerosa.

A partir das 14h, o leilão será retomado com as ofertas de áreas terrestres.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of