SEBRAE ORGANIZA EVENTO PARA DAR SUPORTE À EMPRESÁRIOS QUE ATUAM NO SETOR DE ÓLEO E GÁS

workshop_2A 4ª revolução industrial foi o tema central do workshop promovido pelo Sebrae/RJ em Macaé. Mais de 90 empresários do segmento de petróleo e gás que atuam na Bacia de Campos participaram do encontro para entender como funciona a transformação digital proposta pela Indústria 4.0,  um novo modelo de negócios que une a internet com a automatização industrial. Para o workshop foram convidadas as empresas Cisco, líder mundial em Tecnologia da Informação e Redes, e MXM, desenvolvedora de soluções de Tecnologia da Informação com foco em gestão empresarial. O objetivo foi apresentar os conceitos aos micro e pequenos empresários da região e mostrar como cada empresa pode utilizar a tecnologia para aprimorar os processos produtivos e o relacionamento com fornecedores e clientes.

Gilberto Soares, coordenador regional do Sebrae/RJ no Norte Fluminense, acredita que o evento foi importante para ajudar os empresários a entender o conceito e conhecer os impactos a curto, médio e longo prazo para sua empresa: “Os participantes puderam avaliar seu negócio sob a ótica da transformação digital, identificaram as tecnologias que podem impactar seus negócios e poderão incorporar em seus processos novas soluções que gerem mais economia, produtividade e customização”.

Maurício Felgueiras, presidente da MXM Sistemas, acredita que todos precisam conviver com a evolução tecnológica:  “A inteligência cognitiva éWorkshop_1 algo novo, mas já é um processo disponível, de fácil acesso e de fácil uso. Permite receber melhor os produtos e serviços, melhora a interação dentro de uma relação de consumo ou pessoal. Pode ser aplicada, por exemplo, numa contratação, para avaliar qual é o melhor perfil de uma pessoa para aquele cargo. E existem diversas outras aplicações, que ajudam a produzir bem estar, satisfação, ofertas mais adequadas e, sobretudo, a produzir riqueza. Sé seremos uma nação rica e com prosperidade se tivermos produtividade e produzirmos riquezas”.

 O consultor de transformação Digital da CISCO, Severiano Macedo, explicou o que as micro e pequenas empresas da cadeia de fornecedores do petróleo devem fazer para se tornarem empresas digitais:  “O primeiro passo é repensar a força de trabalho, repensar as pessoas especificamente. Os empresários devem criar grupos multidisciplinares e se aproximar de empresas de fomento como o Sebrae para acelerar esse processo. E, por fim, é preciso ter foco no negócio. Não buscar a tecnologia pela tecnologia, buscar os resultados e o impacto no negócio final. Aí sim, decidir que tipo de tecnologia será usada no processo”.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of