PRESIDENTE TEMER ESCOLHE UM NOVO DIRETOR GERAL PARA USINA DE ITAIPU

444A Usina de Itaipu tem um noivo diretor geral. Há pouco mais de um ano no cargo de diretor financeiro executivo, o advogado Marcos Vitório Stamm foi nomeado nesta sexta-feira (13)  pelo Presidente Temer para ser o novo  diretor-geral brasileiro da Binacional. Ele assume no lugar do engenheiro eletricista Luiz Fernando Leone Vianna, exonerado a pedido, na última sexta-feira (6), para atuar na iniciativa privada. Como diretor financeiro executivo, vários programas liderados por Stamm tiveram grandes avanços e foram ampliados para toda a região Oeste do Paraná, especialmente nas áreas de saúde e de educação financeira. Stamm assumiu junto com Vianna, em março do ano passado.  Ele impulsionou vários projetos e ações da área. Em seu comando está a coordenadoria do Grupo de Trabalho Itaipu-Saúde (GT-Saúde), iniciativa voltada à promoção de diversas ações de saúde envolvendo instituições da Tríplice Fronteira. Sob seu comando a Itaipu Binacional e a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop) lançaram o Programa de Governança Municipal com Ênfase em Finanças e Logística de Suprimentos. A iniciativa prevê a capacitação de 1.600 gestores públicos dos 54 municípios da região, entre prefeitos, secretários e técnicos municipais. O objetivo é que as prefeituras possam ter uma administração mais eficiente e ética.  Formando em Direito, Marcos Stamm, também tem destacado o papel da Itaipu para impulsionar o desenvolvimento regional nos dois lados da fronteira. Desde 1985, quando começou a gerar energia, já foram repassados mais de US$ 10 bilhões em royalties ao Brasil e ao Paraguai: “Enfim, Itaipu é um caso de referência de integração entre países com grandes diferenças culturais e assimetrias econômicas.”

Deixe seu comentário

1 Comentário em "PRESIDENTE TEMER ESCOLHE UM NOVO DIRETOR GERAL PARA USINA DE ITAIPU"

avatar
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
deco bamba
Visitante

Itaipu é uma das vergonhas nacionais. É um cabide de empregos para barganhas políticas.O Diretor Geral e outros cargos ganham uma baba para não fazerem praticamente nada. A atividade de Itaipu pode toda ser colocado em procedimentos e especificações técnicas tanto na parte gerencial quanto técnica. Na verdade é a única firma que a parte técnica prepondera sobre a gerencial. É uma empresa que não vai crescer e nem diminuir. Tudo é aparentemente quase estático. O conhecimento tácito pode ser repassado sem delongas para as pessoas do grupo. Resumindo Itaipu é uma empresa de bargalhas políticas.