GE FECHA FINANCIAMENTO DE R$ 3,2 BILHÕES PARA USINA A GÁS NO SERGIPE

Celse, Eduardo MaranhãoPrestes a completar 99 anos de presença no Brasil, a GE fechou um novo e importante negócio na área de geração de energia no País. A Centrais Elétricas de Sergipe (Celse), o banco Goldman Sachs e a empresa fecharam um contrato de empréstimo de R$ 3,2 bilhões para a construção da usina termelétrica Porto de Sergipe I, de propriedade da Celse.

O empreendimento ficará no município de Barra dos Coqueiros, a aproximadamente 10 quilômetros da capital Aracaju. A GE será a responsável pela construção  da usina, que contará com três turbinas a gás GE 7HA, além de uma turbina a vapor, gerador de vapor de recuperação de calor e tecnologia de transmissão. A companhia também assumirá a operação da unidade cuidará da manutenção, dos reparos, além de melhorar o desempenho e produtividade por meio de suas soluções digitais.

A GE apoiou o projeto assegurando um importante acordo de financiamento por meio de uma empresa de investimento global líder e agência de crédito à exportação”, explicou o diretor-geral da GE Financial Services, Guto Davies.  “Esta é uma transação marcante e que traz financiamento em moeda local para um projeto local, com um parceiro de extrema relevância para a companhia”, disse o executivo.

O presidente da Celse, Eduardo Maranhão (foto), acrescenta que: “Assegurar financiamento para Sergipe foi uma etapa fundamental no avanço do projeto. A capacidade de fechar esta transação demonstra a capacidade da CELSE em atender às políticas de energia sustentável do Banco Mundial e ressalta nosso compromisso com o desenvolvimento e interesses da comunidade local”.

O Goldman Sachs emitiu o bônus de R$ 3,2 bilhões, apoiado pela agência de crédito de exportação suíça (ECA). A CELSE fechou um financiamento adicional de R$ 1,3 bilhão, elevando o montante total de Sergipe I para R$ 4,5 bilhões. Quando concluída, Sergipe I terá capacidade para atender cerca de 15% da demanda de energia do Nordeste no Brasil, com capacidade instalada total de 1,5 GW.

4
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
João Batassiniwilson almeidaPIETRO FEDERICO NETTOoctavio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
octavio
Visitante
octavio

O que adianta um projeto grande no Brasil com liberação de impostos feitos pelo Estado e União se todas as compras estão sendo feitas no exterior pela propria GE e obrigando as empresas vencedoras no Brasil a comprar no exterior e faturar no exterior para evitar os impostos.
Para os fornecedores nacionais esse projeto não vale nada.

PIETRO FEDERICO NETTO
Visitante
PIETRO FEDERICO NETTO

Tragam um mito para este Oscar! Comantário sensacional!

João Batassini
Visitante
João Batassini

Esse é o Brasil que “ninguém quer”, dominado por empresas que mantém filias no País apenas para dispor de cadastro e um endereço conforme nossas legislação, e que possibilita suas participações em licitações ou concorrência como a presente,e diante de um governo corrupto e incompetente, mandam e desmandam, nos restando desemprego e centenas de empresas falidas ou em recuperação judicial.

wilson almeida
Visitante
wilson almeida

qual a previsão de termino das obras e inicio de operação alguém ai sabe informar?