REVISÃO NAS REGRAS DE RADIOFÁRMACOS PODE DAR AGILIDADE AO TRATAMENTO DE DOENÇAS NO BRASIL

EMAIL MARKETING COM CONJUNTO DE LOGOSUma revisão no processo de registro de radiofármacos pode dar mais agilidade e acesso a exames e tratamentos de medicina nuclear. Esta é a visão do presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN), Juliano Cerci. Na visão dele, pelas atuais regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), há a exigência de uma bateria de testes e ensaios clínicos preliminares que são muito caros e demorados.

O presidente da SBMN acredita que isto acaba inviabilizando o registro e a utilização dos radiofármacos. Por isto, este tema fará parte das discussões da nova edição do Seminário Internacional de Energia Nuclear (SIEN), que acontecerá entre 25 e 27 de julho, no Clube de Engenharia, no Rio de Janeiro. Além de Cerci, estão confirmadas as presenças de importantes nomes da indústria nuclear brasileira, como o presidente da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães; o presidente da ABDAN, Celso Cunha; a presidente da ABEN, Olga Simbalista, entre outros.

A questão do uso de radiofármacos vai diretamente ao encontro do tema central deste ano do SIEN, que será “a tecnologia nuclear a serviço da sociedade”. Cabe lembrar que o Brasil tem projetos importantes em curso, como o Reator Multipropósito Brasileiro (RMB), que tornará o país autossuficiente na produção destes elementos.

O SIEN trará em sua programação painéis e palestras sobre a Política Nuclear no País, os desafios para o desenvolvimento do setor no Brasil e no mundo, novas tecnologias e soluções voltadas à operação e segurança das usinas nucleares, bem como os diversos usos da radiação para fins pacíficos.

Deixe seu comentário

1 Comentário em "REVISÃO NAS REGRAS DE RADIOFÁRMACOS PODE DAR AGILIDADE AO TRATAMENTO DE DOENÇAS NO BRASIL"

avatar
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] O SIEN trará em sua programação painéis e palestras sobre a Política Nuclear no país, os desafios para o desenvolvimento do setor no Brasil e no mundo, novas tecnologias e soluções voltadas à operação e segurança das usinas nucleares, bem como os diversos usos da radiação para fins pacíficos. Fonte: Portal Petronotícias […]