AÇU PETRÓLEO REALIZA SUA PRIMEIRA OPERAÇÃO SHIP-TO-SHIP COM UM NAVIO GIGANTE DA CLASSE VLCC

VLCC 2O Terminal de Petróleo (T-OIL) da Açu Petróleo, iniciou hoje (15) a primeira operação de transbordo,  através de um navio classe VLCC (Very Large Crude Carrier), com a atracação da embarcação   para a Petrogal. Os navios petroleiros da classe VLCC estão entre os maiores do mundo, com capacidade de armazenamento de até 2 milhões de barris de óleo cru.  Desenvolvido pela Açu Petróleo, em  parceria com  Prumo Logística e a Oiltanking, o T-Oil é o único terminal privado brasileiro com capacidade para receber navios desta envergadura. As operações com este tipo de embarcação apenas se tornaram possíveis devido ao investimento de R$ 400 milhões, realizado no ano passado, com as obras de dragagem que levaram a profundidade nominal do terminal para 25 metros.

Atualmente o Brasil já exporta o equivalente a 1 milhão de barris de petróleo/ dia, sendo que mais de dois terços deste volume é exportado utilizando-seVLCC 1 navios da classe VLCC. Victor Snabaitis Bomfim, Presidente da Açu Petróleo, disse que  “A atracação do 1º VLCC é um grande marco para a Açu Petróleo. Iniciamos nossa operação em agosto de 2016 e, desde então, avançamos muito no processo de desenvolvimento do terminal. Hoje, o T-Oil já se apresenta como a melhor alternativa para a exportação de petróleo no Brasil, aliando excelência operacional, segurança e eficiência”.

No T-OIL, a operação de transbordo é realizada em área abrigada por quebra-mar, possibilitando uma operação rápida e segura, com eficiência e redução no custo final para os clientes, o que aumenta a competitividade do petróleo brasileiro. A operação conta com um navio atracado e o outro a contra bordo, ambos cercados por barreiras de contenção a derrame no mar. Este tipo de operação permite maior segurança no transbordo durante todas as estações do ano. O Terminal, que está licenciado para movimentar até 1,2 milhão de barris de petróleo por dia, também inclui uma área licenciada para o futuro investimento em armazenamento e tratamento de óleo cru. A futura construção da unidade de tratamento de petróleo com tanques de armazenamento irá contribuir na atração de outros clientes, que também necessitem deste tipo de serviço para consolidar seus produtos antes da venda.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Alberto Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Alberto
Visitante
Alberto

A operação realizada pelo Açu Petróleo não foi “Ship to Ship”, foi “Double Banking”.