Megabanner

PETROLEIROS APROVEITAM O AMBIENTE PARA COMEÇAR O MOVIMENTO DE GREVE GERAL DA CATEGORIA NA QUARTA-FEIRA

aaaA dois dias da greve nacional de 72 horas marcada para começar à meia noite quarta-feira(30), a Federação Única dos Petroleiros convocou para esta segunda-feira ( 28), um dia de mobilização em todas as unidades da Petrobrás pelo País A ideia é que os petroleiros não assumam seus postos no turno da manhã e da tarde. A informação é do  coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel. Enquanto isso, o governo estuda alternativas jurídicas para barrar a greve prevista para quarta.  A greve está se organizando para uma reação contra a privatização da Petrobrás que está sendo feita aos poucos e contra ao que sindicalistas, funcionários e engenheiros da companhia, chamam de desmonte da empresa. O sindicato começa um movimento do que ele quer chamar de “a  construção da maior greve da história da categoria petroleira já está em curso”. 

O Conselho Deliberativo da FUP, reunido no Rio de Janeiro, aprovou um amplo calendário de luta para envolver os trabalhadores próprios e terceirizados na construção de uma greve forte, coesa e com controle de produção em todas as unidades do Sistema Petrobrás. As ações já começaram  na ultima segunda-feira (21). A reação contra a decisão de vender as refinarias era esperada e veio. A greve por tempo indeterminado foi aprovada por mais de 90% dos petroleiros. Além das refinarias, os petroleiros vão protestar contra a privatização das  fábricas de fertilizantes, terminais e dutos da Transpetro. Em várias unidades, a aprovação da greve foi por unanimidade. As mobilizações já começaram paralelamente aos seminários regionais de qualificação de greve. A FUP também está convocando atos de resistência para 7 de junho, data da 4ª Rodada de leilão de campos do Pré-Sal.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of