Megabanner

REINO UNIDO PODE EXPANDIR A GERAÇÃO NUCLEAR DE ENERGIA DEPOIS DE ACORDO COM A HITACHI

121A Hitachi do Japão e o governo do Reino Unido decidiram entrar em negociações sobre o projeto Wylfa Newydd. Em uma declaração ao Parlamento, o secretário de Negócios e Energia do Reino Unido, Greg Clark, disse que as ações que o governo está tomando apoiarão um acordo de longo prazo para novos projetos nucleares no país.  A Hitachi é dona da Horizon Nuclear Power, que planeja implantar o Reator Avançado de Água fervente do Reino Unido em dois locais – Wylfa Newydd, na Ilha de Anglesey, e Oldbury-on-Severn, em South Gloucestershire. Clark disse aos Membros do Parlamento: “Este é um próximo passo importante para o projeto, embora nenhuma decisão tenha ainda sido tomada para prosseguir, e a conclusão bem-sucedida dessas negociações estará sujeita a aprovações governamentais, regulatórias e outras, incluindo, mas não se limita à relação custo-benefício, due diligence e requisitos de Auxílio Estatal “. A Hitachi informou que tomará sua decisão final de investimento para o projeto Horizon “depois de aplicar a avaliação do projeto em termos de racionalidade econômica como uma empresa privada enquanto continua a discussão com o governo britânico”.

Se o projeto Wylfa fosse avançar após esse período de negociação, ele forneceria cerca de 6% das necessidades atuais de eletricidade do Reino Unido até quase o final do século. criando milhares de empregos durante a construção e operação, particularmente no País de Gales. Observando que a energia nuclear atende atualmente a cerca de 20% da demanda de eletricidade do Reino Unido, Clark disse que a energia nuclear tem um papel importante a desempenhar no futuro energético do país à medida que passa para uma economia de baixo carbono. Em 2016, o governo concordou em apoiar a primeira nova usina nuclear a ser construída no Reino Unido – em Hinkley Point C, em Somerset. Wylfa Newydd é o próximo projeto em andamento, usando o projeto de reatores da Hitachi.

O CEO da Horizon, Duncan Hawthorne, disse que o anúncio de Clark é “uma notícia fantástica” para a Anglesey, a indústria nuclear, e a Horizon, bem como um “sinal claro” do compromisso do governo em oferecer um futuro de baixo carbono para o Reino Unido:  “Com base na aceitação regulamentar do ano passado de nossa tecnologia de reatores experimentada e testada, ela mostra um verdadeiro impulso por trás do projeto, que trará enormes benefícios em todos os lugares, de Anglesey ao País de Gales e ao Reino Unido e Japão. Nosso foco agora é garantir que continuemos entregando nossos produtos,  marcos fundamentais do projeto à medida que avançamos em direção à construção “.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of