Megabanner

ELETROBRÁS, ELETRONUCLEAR E EDF ASSINAM MEMORANDO DE ENTEDIMENTO NA ÁREA NUCLEAR

Angra3Um novo acordo que pode viabilizar a retomada de Angra 3. A Eletrobrás e a Eletrronuclear assinaram um memorando de entendimento com o grupo francês EDF para promover cooperação neste mercado. A parceria foi assinada  pelos presidentes da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães, e da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, além do presidente da companhia energética europeia, Jean-Bernard Lévy. O documento prevê o estudo de oportunidades de a EDF colaborar na retomada e conclusão de Angra 3 e no desenvolvimento de novas usinas nucleares no Brasil.

Segundo a Eletrobrás, a companhia francesa poderá contribuir com sua expertise na prevenção do envelhecimento de materiais, na identificação do risco de obsolescência de equipamentos, em manutenção e treinamento. Para tanto, estão previstos workshops, seminários, visitas de especialistas e a criação de grupos de trabalho. É importante lembrar do trabalho necessário para a manutenção de equipamentos. A manutenção das estruturas de Angra 3, por exemplo, consumirá, somente em 2018, R$ 30 milhões de acordo com o presidente da Eletronuclear, Leonam Guimarães. “Não podemos deixar que as estruturas e equipamentos se degradarem. Isso tem sido feito com muito esforço, porque requer bastante mão de obra e materiais”, disse em entrevista ao Petronotícias.

As atividades a serem realizadas no âmbito do novo acordo com a EDF serão feitas por meio de contratos específicos, que serão definidos posteriormente. A validade do memorando é de três anos, podendo ser estendida para até cinco anos.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of