Megabanner

EQUINOR COMPRA 10% DE CARCARÁ DA BARRA ENERGIA POR US$ 379 MILHÕES

ceo-renato-bertani-left-barra-energia-and-anders-opedal-brazil-country-manager-photo-guilherme-botelho-equinor-asa-2-664x374

O CEO da Barra Energia, Renato Bertani, e o presidente da Equinor no Brasil, Anders Opedal

A norueguesa Equinor (antiga Statoil) cada vez mais finca seus pés na promissora área de Carcará, que fica dentro do bloco BM-S-8, na Bacia de Santos. A empresa anunciou nesta quarta-feira (4) que comprou uma fatia de 10% da Barra Energia no ativo por US$ 379 milhões.

Esta transação permitirá à Equinor e seus parceiros alinhar totalmente os interesses das duas licenças para a área de Carcará”, informou a companhia, em comunicado. O bloco BM-S-8 e o Norte de Carcará, juntos, compõem a área de Carcará, que contém aproximadamente 2 bilhões de barris recuperáveis de óleo equivalente.  O BM-S-8 inclui ainda o prospeto Guanxuma, onde o primeiro poço de exploração está atualmente a ser perfurado. A Equinor é a operadora dos dois blocos e visa desenvolver o campo unitizado com a ambição de entregar o primeiro óleo entre 2023 e 2024.

O negócio entre Equinor e Barra ainda está sujeito às condições habituais, incluindo parceiros e governo. Após o fechamento da transação, a Equinor pretende negociar 3,5% de sua participação para a ExxonMobil e 3% para a lusitana Petrogal Brasil. Desta forma, a empresa portuguesa passará a deter uma fatia de 20%, enquanto a Equinor e a ExxonMobil assumirão 40% cada.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Luciano Seixas Chagas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luciano Seixas Chagas
Visitante
Luciano Seixas Chagas

Minoritária num dos 2 ativos unitizáveis, em Carcará (com apenas 10%) e Carcará Norte (0%), interpreto, não restou a Barraenergia outra alternativa senão vender a sua parcela em Carcará, para tocar o seu outro ativo, Atlanta, onde detém 30% de participação e ainda tem que bancar, junto com a QG O&G, os investimentos relativos à Dommo (40%) que estão em contenda judicial, por falta de aporte desta, nos investimentos realizados, e quiçá nos investimentos futuros que podem gerar caixa mais rápido para a QG e Barraenergia. Como Atlanta tem apenas 2 poços perfurados e prontos para produzir, os donos do… Read more »