PREÇOS FAVORÁVEIS FAZEM USINAS AUMENTAREM A PRODUÇÃO DE ETANOL EM DETRIMENTO DO AÇÚCAR

ddA alta nos preços do etanol desequilibrou a produção de açúcar nas usinas brasileiras. Com os preços mais favoráveis, foram vendidos pelas usinas 2,52 bilhões de litros de etanol no mercado nacional, na segunda quinzena de junho. A comercialização do hidratado cresceu 47,80% em relação a 2017. O consumidor está escolhendo abastecer com etanol que tem o preço é inferior a 70% ao da gasolina. Desde maio, o combustível derivado da cana está em patamar inferior a isso. O crescimento na produção de etanol hidratado não oferece riscos em relação ao armazenamento, pois as usinas têm capacidade de manter 16 bilhões de litros e os dados indicam que menos de 35% dessa produção está estocada atualmente. Com isso, a produção de açúcar caiu 23,69% na segunda quinzena de junho. Das 45,31 milhões de toneladas de cana processadas pelas usinas, apenas 37,67% foram destinadas à produção de açúcar. No mesmo período da safra passada, 50,52% da cana tinha como destino a fabricação do açúcar.

O etanol hidratado, usado diretamente no abastecimento de veículos nos postos, teve  um crescimento ainda mais acentuado, de 60,18% em comparação à safra passada. Foram produzidos 1,55 bilhão de litros. O crescimento na produção de etanol foi identificado  desde o início da atual safra, em abril. Até 30 de junho, foram produzidos 7,77 bilhões de litros de álcool hidratado, o que significa um aumento de 76,36% na produção. Já o etanol anidro –misturado à gasolina– cresceu 2,06% e atingiu 3,29 bilhões de litros produzidos. A fabricação de açúcar, por sua vez, caiu 12,10%, com 9,75 milhões de toneladas. A safra da região centro-sul chegou a 222,57 milhões de toneladas moídas nas usinas até junho, 11,60% de crescimento com a safra anterior

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of