COM INFLAÇÃO DE QUASE 14 MIL POR CENTO A VENEZUELA ENTRA EM QUEDA LIVRE E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO DESPENCA

wwA produção de petróleo da Venezuela caiu para uma nova baixa de 30 anos de 1,5 milhão de barris por dia em junho, disse a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). O país comandado pela ditadura de  Nicolás Maduro ganha 96% de sua receita com a venda de petróleo, mas a falta de divisas provocou uma paralisia econômica que deixou o país sofrendo uma grave escassez de alimentos e remédios. O governo do presidente determinou que  a estatal petrolífera PDVSA  aumentasse  a produção no país, que está no topo das maiores reservas de petróleo do mundo. Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o colapso econômico da Venezuela é um dos piores da história moderna. A economia encolheu 45% desde 2013 e o FMI espera que contraia 15% somente em 2018, com a inflação chegando a 13.800%. A  PDVSA está sucateada. Muitos componentes não funcionam ou foram roubados por empregados que ou não recebem salários ou seus salários valem nada, diante de uma inflação recorde e fora do controle.

Apenas uma vez nos últimos 30 anos a produção de petróleo bruto caiu mais, mas foi durante uma breve greve da indústria de dezembro de 2002 a fevereiro de 2003. O governo de Maduro culpa o atual crash na má gestão da PDVSA em meio a uma série de casos recentes de corrupção e uma queda nos investimentos devido à falta de fundos. Também aponta o dedo para os Estados Unidos, que impuseram sanções financeiras ao país e a empresas individuais. Mas os especialistas colocaram a produção em declínio no governo, usando as receitas da PDVSA para compensar seu déficit fiscal. Em novembro do ano passado, várias agências de classificação de risco declararam a Venezuela e a PDVSA em default parcial.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of