PESQUISA MULTINACIONAL DESCOBRE QUE REATORES DE ALTA TEMPERATURA TEM POTENCIAL DE RECUPERAR MINÉRIOS DE ENERGIA NEUTRA | PetroNotícias





PESQUISA MULTINACIONAL DESCOBRE QUE REATORES DE ALTA TEMPERATURA TEM POTENCIAL DE RECUPERAR MINÉRIOS DE ENERGIA NEUTRA

HTR-PM vessel head installed - 460 (CNI23)Um projeto multinacional de pesquisa internacional da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) descobriu que Reatores resfriados a gás de alta temperatura têm o potencial de tornar a recuperação de urânio e minérios de energia neutra. Na  medida em que a demanda global por commodities minerais, incluindo fosfatos, cobre e elementos de terras raras aumenta, os recursos facilmente extraíveis se esgotam e a produção global muda para recursos de baixa qualidade ou não convencionais. Tais minérios também podem conter quantidades significativas de urânio e outros minerais potencialmente valiosos. O processamento de minerais de energia neutra visa recuperar esses recursos de urânio não convencionais como um subproduto do processamento primário de minério, e usá-los para gerar energia em um reator nuclear. . O Projeto de Pesquisa Coordenada da AIEA (CRP), Aplicações de Reatores de Resfriamento de Gases de Alta Temperatura e Sustentados por Energia de Neutro e Sustentável, foi estabelecido em 2015 e envolve 17 institutos de 16 dos estados membros da agência. Os primeiros resultados do grupo foram publicados no início deste ano na revista acadêmica Sustainability, e um abrangente Documento Técnico da IAEA será publicado no ano que vem.

A neutralidade é alcançada se a energia  for produzida pelo urânio extraído for igual ou maior que a energia necessária para o processamento primário de minério, extração de urânio, conversão, enriquecimento e produção de combustível. A extração de materiais radioativos de ocorrência natural, também conhecida como NORM, que ocorre juntamente com a extração do subproduto urânio, também resulta em produtos finais mais limpos e rejeitos.  Os participantes do CRP estudaram uma variedade de minérios, determinando o conteúdo de urânio e tório – que também poderia ser usado no futuro para geração de energia – e testando diferentes processos de extração. A modelagem do projeto do sistema acoplado, consistindo de HTRs e plantas de processamento mineral, foi realizada na AIEA. A pesquisa mostra como o uso de calor e eletricidade de um reator de alta temperatura pequeno e modular, construído perto da usina de processamento mineral, para processar a matéria-prima pode oferecer uma rota viável para a produção de subproduto de urânio suficiente para ser neutro em energia. O secretário científico do CRP, Frederik Reitsma, “Usar energia enxuta, confiável, barata e sem efeito estufa a partir de reatores nucleares para o desenvolvimento mineral em centros de processamento, mas particularmente em locais remotos, é algo que a indústria de processamento de minerais sonha”.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of