Megabanner

A AIEA CONCLUIU A ANÁLISE DA DOCUMENTAÇÃO DE SEGURANÇA DA USINA NUCLEAR DE BANGLADESH QUE ESTÁ EM CONSTRUÇÃO

Rooppur-1-basemat-complete-(Rosatom)-2018A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) concluiu uma revisão da documentação de segurança do projeto para a usina nuclear de Rooppur, que está em construção em Bangladesh. A revisão foi parte de um projeto de cooperação técnica da AIEA voltado para a supervisão regulatória efetiva durante a fase de construção. O serviço de Revisão de Segurança Técnica (TSR) fornece uma avaliação independente da documentação de avaliação de segurança e proteção de instalações e é adaptado para atender às necessidades específicas de um Estado-Membro solicitante. Os serviços de TSR abrangem análises de segurança para o projeto, licenciamento e operação de instalações nucleares. As revisões abordam métodos diversos, bem como os motivos de tomada de decisões baseadas em riscos, e recomendam melhorias na segurança. Os serviços são baseados nos padrões da própria agência  e abrangem a segurança do projeto, a segurança genérica do reator, os requisitos de segurança e a avaliação de segurança probabilística, bem como o gerenciamento de acidentes e revisões de segurança de período.

Os serviços visam auxiliar os operadores e as empresas fornecedoras de plantas, organizações técnicas de segurança e órgãos reguladores em suas avaliações técnicas, bem como no desenvolvimento de requisitos e no aprimoramento da segurança nuclear para instalações específicas. A pedido do governo do Bangladesh, a AIEA concluiu uma revisão da Análise de Segurança Técnica – Projeto Segurança (TSR-DS) da documentação de projeto da planta de Rooppur.  A equipe foi composta por membros da AIEA e de outros especialistas internacionais.   A equipe concentrou-se na metodologia de análise de acidentes e sua aplicação a um acidente de base de projeto selecionado. Depois das revisões, a  equipe da TSR-DS forneceu recomendações para aprimorar ainda mais a documentação do PSAR, com foco na análise de acidentes.

A empresa estatal russa Rosatom assinou um acordo em fevereiro de 2011 para a construção de dois reatores de 1.000 MWe em Rooppur para a Comissão de Energia Atômica de Bangladesh (BAEC). O contrato inicial do projeto, no valor de US$ 12,65 bilhões, foi assinado em dezembro de 2015. O primeiro concreto foi derramado para a unidade 1 em novembro do ano passado, enquanto o da unidade 2 foi derramado no início deste mês. A unidade 1 de Rooppur está programada para começar a operar em 2023, com a unidade 2 seguindo em 2024.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of