USINA NUCLEAR DA CHINA VAI OPERAR COM URÂNIO EMPOBRECIDO E RECICLADO DO CANADÁ

Qinshan-III-(SNC-Lavalin)A empresa canadense SNC-Lavalin vai  fornece seu combustível 37M Natural Uranium Equivalent (NUE) às unidades 1 e 2 da usina nuclear Qinshan Fase III, na província chinesa de Zhejiang. O contrato de serviço de engenharia e um contrato de licenciamento marcam o primeiro uso comercial fora do Canadá  do combustível,  uma mistura de urânio empobrecido e reciclado. O  contrato dos canadenses foi  assinado com a Terceira Empresa Qinshan Nuclear Power Company (TQNPC) da China National Nuclear Corporation e  inclui definição e verificação de projeto, atualização do projeto nuclear do reator, segurança, suporte regulatório e licenciamento. Os reatores pressurizados de água pesada (PHWRs) são habitualmente alimentados com urânio natural. Desde 2008, o Canadá e a China provaram, através de uma demonstração de irradiação no núcleo nos reatores Qushan Fase III Candu 6, que o combustível NUE pode ser usado com sucesso como um substituto natural de urânio.

A primeira demonstração comercial do uso de combustível contendo urânio recuperado de combustível de reator de água pressurizada  usado (PWR) foi em Qinshan Fase III unidade 1. Em março de 2010, 12 pacotes de combustível NUE foram inseridos no reator, seguido por mais 24 desses combustíveis. O uso experimental do combustível durou um ano. Em agosto de 2012, a subsidiária da SNC-Lavalin, Candu Energy, a TQNPC, a Corporação de Combustível Nuclear da China e o Instituto de Energia Nuclear da China concordaram em expandir seu projeto conjunto para demonstrar o uso do combustível NUE na planta de Qinshan. A SNC-Lavalin disse que apenas algumas mudanças são necessárias para projetos atuais de reatores de Candu, parâmetros de segurança e casos de licenciamento para usar o NUE como substituto do urânio natural.

ccSandy Taylor( último a direita), o presidente da empresa para a indústria nuclear, disse que: “O acordo histórico entre a SNC-Lavalin e a TQNPC permitirá que a tecnologia de combustível 37M seja utilizada comercialmente fora do Canadá pela primeira vez e aproveite a ampla oferta de urânio empobrecido e reciclado na China. Um passo mais perto de fechar o ciclo de combustível.  A tecnologia 37M permite um melhor uso de combustíveis alternativos nos reatores Candu já existentes. Os dois reatores Qinshan Candu já são dois dos reatores de melhor desempenho na China e a adição do combustível 37M NUE melhora ainda mais sua capacidade para continuar a entregar esse alto desempenho “

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of