ASSOCIAÇÕES CRIAM UM FÓRUM PARA AUXILIAR DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA NUCLEAR BRASILEIRO | PetroNotícias





ASSOCIAÇÕES CRIAM UM FÓRUM PARA AUXILIAR DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA NUCLEAR BRASILEIRO

43O setor nuclear brasileiro deu um passo importante com a criação do Fórum das Associações do Setor Nuclear – FASEN, que estará ligado e manterá uma relação estreita diretamente com o GSI, o Gabinete de Segurança Institucional das Presidência da República, comandado pelo General Sergio Etchegoyen. O Fórum poderá ter uma importante participação na Política Nuclear Brasileira. São participantes desse fórum a ABDAN, ABEN, SBBN, SBMN, SBPR, ATR, SBRT E ABFM. Por enquanto, na fase de estruturação,  ainda não estão definidas algumas coisas, como a periodicidade das reuniões. Mas elas devem ocorrer a cada dois meses, até mesmo por audioconferência. As deliberações serão aprovadas por maioria simples, ficando resguardado o direito de cada associação de não participar de ações específicas caso o consenso conseguido pela maioria contrariar interesses declarados instransponíveis.

Terão direito a voto as associações que tiverem pelo menos 70 % de presença nas reuniões do fórum realizadas a partir deste mês. As ausências justificadas, a critério da plenária, poderão ser aceitas e consideradas como presenças. Estará garantida, sem burocracia, a associação setorial que estiver interessada em participar. Não será permitida a participação de órgãos públicos governamentais federais, estaduais, de agências reguladoras, empresas isoladas, consultores ou escritórios de advocacia. Só podem fazer parte do FASEN as associações com objetivos estatutários  que sejam voltados para o setor nuclear. A gestão do FASEN também está definida: por votação das associações participantes, serão eleitos um presidente e dois vice-presidentes por um período de um ano, podendo ser reconduzidos. A coordenação é da pessoa física e não da associação a qual pertença o coordenador. O presidente será o porta-voz do fórum junto aos órgãos públicos, eventos e meios de comunicação.

O Petronotícias conversou com Celso Cunha, presidente da ABDAN, uma das associações mais ativas do setor nuclear: “ Acredito que tenhamos dado um passo importante para o desenvolvimento do setor nuclear brasileiro. As associações poderão contribuir muito com o GSI e com o nosso próprio Programa Nuclear. O governo pode ter a palavra final, mas a experiência que este fórum carrega, pela qualificação de seus próprios membros, fazem dele um aliado de inteligência, de trabalho e de comprometimento com o próprio país.”

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of