Megabanner

COM A MORTE DO EMPRESÁRIO MURILLO MENDES, BRASIL PERDE UM ÍCONE DE SUA ENGENHARIA

murillo mendesO presidente da construtora Mendes Júnior, Murillo Mendes (foto), morreu na madrugada de domingo, aos 93 anos, vítima de um infarto. O executivo, que já estava afastado das funções administrativas da empresa por problemas de saúde, era filho de José Mendes Júnior, o fundador da companhia. O enterro do empresário foi realizado no próprio domingo, em cerimônia fechada apenas para familiares. Muitas das obras importantes no Brasil, incluindo algumas dentro do setor de energia e óleo e gás, tiveram participação de Murillo, que assumiu o comando da organização logo após a morte pai.

A Mendes Júnior foi criada em 1953 e atuou em grandes projetos do país. Os mais notórios são a construção a usina hidrelétrica de Furnas (MG), a ponte Rio-Niterói e a Usina de Itaipu. Em óleo e gás, a presença da Mendes Júnior no segmento offshore teve início com a construção da plataforma de Ubarana (1976). A partir daí, a empresa consolidou sua atuação construindo plataformas como as de Pampo (BA), Camorim (SE), Carapeba (BA / RJ) e Pargo (BA), entre outras.

Com muitas glórias no passado, Murillo viu sua empresa enfrentar algumas tempestades intensas nos últimos anos. A Mendes Júnior figura entre as companhias investigadas pela Lava-Jato. Com alguns de seus executivos acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, a empresa acabou entrando em crise financeira. As investigações apontaram irregularidades em contratos assinados com a Petrobrás em obras de refinarias, como o Comperj. Declarada inidônea, a construtora não pode participar de obras públicas. A Mendes Júnior pediu recuperação judicial em 2016, mas o plano foi suspenso em junho deste ano.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of