MPS EXPANDE ATUAÇÃO NO MERCADO DE ENERGIA E CONQUISTA NEGÓCIOS NO SETOR OFFSHORE

Por Davi de Souza (davi@petronoticias.com.br) –

Marcelo Vieira_MPSDuas importantes frentes de negócios estão rendendo boas notícias para a empresa Marine Power Service (MPS). A primeira delas é o setor de óleo e gás, onde a companhia viu oportunidades em projetos de desmobilização de plataformas, manutenção de sistemas de propulsão e revisão de trusthers (propulsores) em sondas de perfuração. “Além disso, a MPS está muito atuante em embarques de equipes nas Bacias de Campos e Santos para revisão de motores em plataformas”, acrescentou o executivo Marcelo Vieira. Já na área de energia, a empresa abriu uma filial na região Norte, onde já opera uma usina térmica de 65 MW. “A MPS irá atuar no fornecimento de grupos geradores a gás e manutenção de motores diesel e gás e sistemas de propulsão. Nossa nova base em Manaus, com 1.200 m², está sendo projetada para esta demanda e já está equipada com pontes rolantes”, explicou.

Como tem sido a atuação da empresa no setor de óleo e gás atualmente? Qual o foco?

A crise no setor abriu muitas oportunidades para MPS, como nos projetos de desmobilização de plataformas, procura dos clientes por empresas que tenham os mesmos serviços dos fabricantes, porém com custos mais adequados ao mercado, e maior flexibilidade de negociação. O foco tem sido manutenção do sistema de propulsão, projetos de fornecimento completo para remoção e revisão de trusthers em plataformas de perfuração, além de manutenção em motores diesel para geração de energia.

Quais são os principais projetos ou contratos em andamento?

Realizamos recentemente projetos de revisão de trusthers e desmobilização de plataforma na Baia de Guanabara. Além disso, a MPS está muito atuante em embarques de equipes nas Bacias de Campos e Santos para revisão de motores em plataformas.  

O que a empresa vai destacar na feira Rio Oil Gas? Quais são as últimas novidades lançadas para este mercado?

A empresa vai destacar o que conquistamos com suporte dos nossos parceiros no exterior (Dubai e Holanda) e nossa maior conquista que foi o CRC – cadastro de registro de fornecedores para Petrobrás. Vamos destacar também que nossa empresa cresceu na contramão da crise. Vamos exibir no nosso estande um showroom com peças sobressalentes para motores diesel e gás. Entre as novidades, vamos apresentar, através de recém parceria fechada, nossa capacidade de fornecimento de grupos de geradores a gás com potência de até 2 mil KW, que são capazes de dar suporte para pequenas unidades térmicas geradoras de energia. 

Qual a sua perspectiva com o setor offshore daqui pra frente, tendo em vista os últimos leilões?

Nossa expectativa é de um mercado melhor e nós já percebemos isso com aumento das consultas para novos projetos e crescimento significativo na demanda de barcos de apoio às plataformas.  

E nas áreas de energia e naval? Quais são os planos da MPS para estes dois segmentos?

Na área de energia, nossa expansão de mercado no Norte do país, onde a MPS abriu uma filial e já opera uma usina térmica movida a gás diesel, com potência de 65 MW para abastecer a capital amazônica. A MPS irá atuar no fornecimento de grupos geradores a gás e manutenção de motores diesel e gás e sistemas de propulsão. Nossa nova base em Manaus, com 1.200 m², está sendo projetada para esta demanda e já está equipada com pontes rolantes.

Na área naval, nosso plano é dar continuidade com nossas duas bases no Rio de Janeiro – nas cidades de Niterói (nossos escritórios) e São Gonçalo (nosso workshop). Estamos no mercado há 8 anos e esperamos um aumento da demanda de docagens, devido aos novos leilões realizados recentemente. 

Qual é planejamento de crescimento da companhia para os próximos anos?

Em oito anos crescemos, a MPS cresceu de forma acelerada. Começamos com oito funcionários e temos 140 atualmente. Esperamos um crescimento ainda maior, média de 300% nos próximos anos. Nosso foco será contratos de longo prazo e novas parcerias no mercado internacional. 

Qual a previsão de crescimento para este ano ou próximos?

Nosso crescimento está focado na nossa base de Manaus e novos equipamentos na base Rio de Janeiro, assim como investimos em treinamento e capacitação de pessoas e também em segurança no trabalho. Até hoje, não registramos acidentes graves.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Gustavo Motta Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gustavo Motta
Visitante
Gustavo Motta

Parabéns Marcelo e Márcio!
Hoje melhor que ontem e amanhã melhor que hoje.