FURACÃO MICHAEL FORÇA DESLIGAMENTO DE PRODUÇÃO NO GOLFO DO MÉXICO

furacao-michaelO furacão Michael, que atingiu a Flórida (EUA) nesta quarta-feira (10) forçou a interrupção de pelo menos 42,3% da produção diária de petróleo no Golfo do México norte-americano. As atividades de gás também foram reduzidas em cerca de um terço, de acordo com cálculos feitos pelo órgão regulador Bureau de Segurança e Fiscalização Ambiental (BSEE).

O balanço emitido pela instituição também afirma que 89 plataformas dispensaram seus trabalhadores, como resposta ao fenômeno natural, que está classificado como categoria 4 – numa escala que vai até 5. Algumas sondas offshore também foram paralisadas, com a retirada dos trabalhadores dessas unidades.

De acordo com dados disponibilizados na manhã desta quarta pela entidade, a produção de óleo já sofreu um impacto de 718.8 mil barris por dia, enquanto que a de gás foi reduzida em 812 milhões de pés cúbicos diários.

Depois do furacão, as instalações serão inspecionadas. Uma vez que todas as verificações tenham sido concluídas, a produção de instalações não danificadas será retomada imediatamente. As instalações que sofrem danos podem levar mais tempo para serem reativadas“, declarou o BSEE.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of