Megabanner

TRADENER DEFENDE ABERTURA DO MERCADO LIVRE DE ENERGIA PARA SE OBTER PREÇOS MAIS BAIXOS

Walfrido AvilaCom um rápido crescimento desde o fim de 2015, o mercado livre de energia ainda permanece atrativo, de acordo com a Tradener, uma das maiores comercializadoras independentes de energia elétrica e gás natural do país. Somente em 2017, o mercado livre de energia faturou R$ 110 bilhões, de acordo com dados da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel).  Contando com maior facilidade na negociação de preços, além de previsibilidade nos custos com energia, o consumidor livre, hoje, necessita estar conectado em alta tensão e possuir acima de 500 KW de demanda contratada. O pré-requisito para a elegibilidade ao ACL (Ambiente de Contratação Livre), porém, vem sendo discutido por meio do Ministério de Minas e Energia.

Walfrido Avila (foto), presidente da Tradener, que já comercializou mais de 70 milhões de MW/h, diz que  “A empresa tem participado ativamente da movimentação pela abertura do mercado livre de energia a todos os consumidores. Acreditamos que todos têm a ganhar: as comercializadoras, as distribuidoras e, principalmente, os consumidores, que terão a liberdade de escolher seu fornecedor de energia.  Esta é uma expansão pela qual temos lutado há anos e que já deveria ter acontecido. É uma mudança no mercado que só tem a trazer benefícios e podemos ver isso nos países que já adotaram esta medida”.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of