SOLVAY INAUGURA NOVA FÁBRICA EM SÃO PAULO E ANUNCIA INVESTIMENTOS DE R$ 150 MILHÕES EM SOLVENTES OXIGENADOS

2211A Solvay está colocando em operação a nova unidade industrial dedicada exclusivamente à produção de solventes oxigenados da linha Augeo de origem de fonte renovável, composta por moléculas com poder de solubilização e baixo odor, utilizados principalmente nos mercados de bens de consumo, com destaque na linha produtos destinados aos cuidados com a casa, como limpadores, e nos aromatizadores de ambientes. Outro segmento importante é o de limpeza industrial e institucional. Ele também tem sido aplicado nos segmentos Agro e Petróleo e Gás, com uma participação importante no mercado norte americano e , nos mercados de tintas e vernizes. Instalada no conjunto industrial da Solvay em Paulínia, no Brasil, a nova unidade,  permitirá à empresa dobrar sua oferta de solventes sustentáveis para atender clientes de diferentes segmentos industriais em várias partes do mundo.

A unidade industrial já iniciou suas atividades totalmente tomada, principalmente por conta da forte demanda do Exterior por produtos sustentáveis. Tanto que a empresa aprovou uma nova expansão dessa fábrica, que elevará capacidade produtiva de Augeo perto das 20 mil toneladas por ano até o final de 2019: “A nova fábrica de Augeo demonstra o nosso compromisso com a química verde, que oferece aos clientes as soluções sustentáveis necessárias para o desenvolvimento de produtos cada vez mais amigáveis às pessoas e ao meio ambiente”, disse Daniela Manique, presidente da Unidade Global de Negócios Coatis e presidente do Grupo Solvay na América Latina.

Segundo Daniela Manique, a instalação da nova planta industrial também representa um significado especial para a empresa, ao ocorrer durante as comemorações dos 60 anos de implantação da primeira fábrica de solventes oxigenados da Solvay no Brasil, em Paulínia. A nova fábrica e sua expansão de capacidade produtiva fazem parte de um programa de investimentos da Solvay em torno de R$ 150 milhões na área de solventes oxigenados no Brasil. A empresa também vai ampliar a produção de outros solventes, de origem petroquímica, entre os quais acetato de butila (utilizado principalmente em tintas automotivas), acetato de propila (para tintas de impressão de embalagens), diacetona álcool ou DAA (para revestimentos) e hexilenoglicol ou HGL (para aplicações em produtos de cuidados pessoais e do lar e defensivos agrícolas). Esses produtos se diferenciam dos concorrentes por serem atóxicos e oferecerem performance superior, segundo a companhia.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of