AUTORIZADA A ADIÇÃO DE ATÉ 15% DE BIODIESEL NO DIESEL COMERCIALIZADO NO BRASIL

BiodieselFoi publicado hoje(8) no Diário Oficial da União (DOU) a resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) o cronograma de aumento gradual de 10% para 15% do volume obrigatório de biodiesel no diesel vendido no Brasil. A medida oferece previsibilidade ao setor, incentiva a geração de empregos e investimentos na área de combustíveis. A proposta do CNPE estabelece que a adição de biodiesel cresça um ponto percentual ao ano, passando do atual patamar de 10% (mistura B10) para 11% (mistura B11) em junho de 2019. Sucessivamente, a ampliação será feita até março de 2023, quando todo o diesel comercializado ao consumidor final conterá 15% de biodiesel.

A autorização fica condicionada à prévia realização de testes e ensaios em motores, que validarão a possibilidade técnica da utilização da adição de até 15% de biodiesel. O prazo previsto de término dos testes é março de 2019. A estimativa é que a produção do biodiesel brasileira passe de 5,4 para mais de 10 bilhões de litros anuais, entre 2018 e 2023. Esse crescimento representa um aumento de 85% da demanda doméstica, o que deve consolidar o Brasil como um dos maiores produtores de biodiesel no mundo.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
André Silveira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
André Silveira
Visitante
André Silveira

Biodiesel foi a pior coisa que inventaram; como sua composição é variável, não há nenhum material que resista à sua corrosão, inclusive borrachas. Tubulações, válvulas, bombas, nada suporta. Nos veículos, ele entope rapidamente filtros. E não pega fogo.
Sinceramente, é um absurdo usá-lo como combustível.