EDF E CANADIAN SOLAR CONSEGUEM MAIS FINANCIAMENTOS PARA O PROJETO PIRAPORA DE ENERGIA

Biosar-team_Pirapora_rsA gigante francesa EDF Renewables, líder de mercado global em energia renovável, e a Canadian Solar,  uma das maiores empresas do mundo de energia solar, anunciaram que seu complexo solar de 399 MWp Pirapora, construído em conjunto, no Brasil, conseguiu o valor  de R$ 1,39 bilhão  por meio de múltiplas fontes de financiamento de projetos. A EDF Renewables possui 80% do complexo, enquanto a Canadian Solar detém a participação remanescente de 20%. O projeto de energia solar Pirapora I, de 191,5 MWp, havia conseguido   R$ 220 milhões de debêntures de infraestrutura por meio de oferta privada para investidores qualificados. As debêntures têm um prazo de 16 anos e são garantidas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e BID Invest, braço do setor privado do Grupo BID.

Essa negociação marca o primeiro produto de garantia de crédito estruturado do grupo do BID para a energia solar no Brasil. Os recursos dessa emissão serão usados para pagar um empréstimo-ponte de construção fornecido pelo BID. O projeto também recebeu um financiamento de 18 anos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor de R$ 529 milhões. Essa estrutura é resultado de uma parceria entre o BNDES e o BID, que poderia estimular o financiamento de outros projetos de energia renovável no país. Além disso, o projeto de energia solar de Pirapora II, de 115 MWp, fechou um financiamento de projetos de longo prazo de R$ 366 milhões do Banco do Nordeste e do Fundo Constitucional do Nordeste.

Paulo Abranches,  CEO da EDF Renewables Brasil, disse que “Esses financiamentos demonstram o grande interesse das principais instituições financeiras no desenvolvimento de infraestrutura de energia solar em larga escala no Brasil. A alta qualidade dos projetos e a solidez dos patrocinadores foram determinantes para estruturar esse importante financiamento”.

Os projetos de Pirapora, em operação desde meados de 2018, estão entre os maiores complexos solares da região da América Latina. As três usinas são alimentadas por aproximadamente 1,235 milhão de módulos fabricados pela Canadian Solar no Estado de São Paulo, no Brasil. A energia solar gerada a partir desses projetos é integralmente contratada por meio de acordos de compra de energia de 20 anos indexados à inflação.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of