Megabanner

PETROBRÁS MUDA DIRETORIA, MAS EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO, FOCO DO NOVO PRESIDENTE, PERMANECERÁ COM SOLANGE GUEDES

solange

Solange Guedes

Presidente novo, diretoria nova. Ou quase nova.  Roberto Castello Branco, que assumiu a presidência da Petrobrás na tarde de quinta-feira (3) anunciou no final da noite de ontem (4)  as mudanças em algumas diretorias da companhia. Jorge Celestino e Nelson Silva, pediram exoneração de suas funções antes mesmo da posse do novo presidente. O ex-presidente Ivan Monteiro, também. Solange Guedes (foto principal) ficou ocupando a presidência interinamente até a posse de Castello Branco. No processo de indicação de membros para a composição da diretoria executiva,  Anelise Quintão Lara (foto à direita) foi para a diretoria executiva de Refino e Gás Natural e Lauro Cotta para a diretoria executiva de Estratégia, Organização e Sistema de Gestão. Anelise ocupava  a função de gerente executiva de Aquisições & Desinvestimentos na diretoria executiva Financeira e de Relacionamento com Investidores. Ela é formada em engenharia química pela UFMG, com mestrado em engenharia de petróleo pela UFOP e PhD em Ciências da Terra pela Universidade Paris. A executiva atua na Petrobrás desde 1986, tendo desempenhado funções gerenciais no Cenpes e na área de Exploração e Produção, onde trabalha desde 2003.  Solange é a quem parece ter mais experiência nessa nova composição da diretoria. Ela era uma espécie de braço direito do competentíssimo José Formigli e o substituiu na diretoria de exploração na Era Graça Foster. Permaneceu no cargo nas administrações de Aldemir Bendini, Pedro Parente, Ivan Monteiro e seguirá com Castello Branco.

Anelise-Quintao-Lara

Anelise Quintão Lara

Lauro Cotta (foto abaixo) é membro do Conselho de Administração do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Foi Diretor Presidente da Minasgás Distribuidora de Gás Combustível, SHV Gás Brasil e Supergasbras Energia no período entre 2000 e 2014; foi membro do Conselho da SHV Energy-Holanda de 2012 a 2014 e do Conselho Consultivo da Supergasbras Energia  de 2014 a 2017.

Adicionalmente, o presidente indicou Rudimar Andreis Lorenzatto para a diretoria executiva de Desenvolvimento da Produção & Tecnologia. Rudimar é o atual gerente executivo de Sistemas Submarinos na diretoria executiva de Desenvolvimento da Produção & Tecnologia, ambos na Petrobrás. A dispensa de Hugo Repsold Júnior, que atualmente ocupa essa posição, será encaminhada à aprovação do Conselho de Administração da companhia. Solange da Silva Guedes, diretora executiva de Exploração e Produção; Eberaldo de Almeida Neto, diretor executivo de Assuntos Corporativos; Rafael Mendes Gomes, diretor executivo de Governança e Conformidade; e Rafael Salvador Grisolia, diretor executivo Financeiro e de Relacionamento com Investidores, permanecem em suas funções.

LAURO COTA

Lauro Cotta

Agora, os nomes dos indicados serão submetidos aos procedimentos internos de governança corporativa, incluindo as análises de conformidade e integridade ao processo sucessório da companhia. As indicações serão encaminhados para apreciação do Comitê de Indicação, Remuneração e Sucessão e posterior deliberação do Conselho de Administração.

2
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

Ainda não chamaram o CAPO? Ele é do IME.

JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA
Visitante
JOÃO BATISTA DE ASSIS PEREIRA

CONFERÊNCIA DA INTEGRIDADE NA PETROBRAS; A tão propalada conferência da integridade dos postulantes a cargos gerenciais e de comando na Petrobras, que, segundo constas são submetidos a rigorosos procedimentos internos de governança corporativa, incluindo as respectivas análises de conformidade e integridade necessárias ao processo sucessório da companhia, parece que não esta dando certo na estatal Petroleira. Recentemente, um Diretor que passou polo crivo da integridade, foi flagrado adiante pela comissão de ética da Presidência da República por pratica de nepotismo e por contratar serviços dispensado de licitação, sem o devido enquadramento legal. Vamos parar com demagogia. A transparência apregoada não… Read more »