Megabanner

AMERICANOS QUEREM QUE BILL GATES DESENVOLVA NOS ESTADOS UNIDOS O REATOR NUCLEAR QUE FARIA NA CHINA

SSSSSSSUm alto funcionário da administração Trump pediu que Bill Gates que  trabalhasse com o Departamento de Energia na construção de um reator nuclear avançado nos Estados Unidos, depois que o bilionário arquivou os planos para fazê-lo na China. Bill Gates disse no final do ano passado que sua empresa de energia nuclear, a Terra Power, não estará construindo um projeto-piloto na China devido às restrições que o Departamento de Energia colocados recentemente em acordos de tecnologia com a China Esperamos poder trabalhar com eles e trazê-los de volta. As novas restrições do Departamento de Energia americano,  destinam-se a impedir que outras nações usem tecnologias nucleares para fins militares. O departamento teve  várias conversas  com Gates sobre o assunto e disse estar esperançoso de que o governo dos Estados Unidos possa agilizar o processo de licenciamento para aumentar a probabilidade de Gates continuar a construir o reator na América.

A Terra Power só buscou planos para construir um reator piloto na China, porque o país tem duas coisas que os Estados Unidos não fazem – aumentar a demanda por eletricidade e um plano estratégico de energia de longo prazo   As tecnologias nucleares avançadas, que são menores e consideradas mais seguras do que as existentes, ainda estão nos estágios iniciais. Algumas  usinas nucleares americanas, que são muito maiores, estão  fechando por razões econômicas.

O Departamento de Energia  que estava realizando um projeto de US$ 115 milhões em uma instalação nuclear em Ohio para desenvolver um tipo de combustível nuclear (urânio) que pode ser usado em certos projetos avançados de reatores. Um porta voz do DE  disse que é importante que os Estados Unidos desenvolvam a capacidade de produzir esse combustível, de modo que as tecnologias nucleares americanas não dependam de fontes de outras nações, acrescentando que a Rússia tem a capacidade de produzir esse tipo de urânio. Atualmente, a América importa a maior parte do seu urânio usado nas atuais tecnologias de usinas nucleares.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of