PESQUISA DA KPMG APONTA QUE QUASE A METADE DOS CEOs DO SETOR ENERGÉTICO TEME UMA IMINÊNCIA DE ATAQUE CIBERNÉTICO

dddswwsQuase a metade dos CEOs de empresas de energia, 48%,   demonstram preocupação com a iminência de um ataque cibernético. E nem todos estão bem preparados para lidar com esse evento, de acordo A revelação de acordo com o levantamento “Global CEO Outlook”, feito pela KPMG. Por estar em um setor em transição para um modelo digital e com grande volume de dados, a segurança cibernética está sendo examinada de forma minuciosa por esses executivos do setor de energia e serviços públicos. Segundo a pesquisa, a maioria CEOs considera que as empresas que presidem estão aptas à identificar novas ameaças cibernéticas, e, no caso de um ataque, terão a capacidade de mitigar o impacto do ataque sobre as operações estratégicas. O estudo apontou ainda que, à medida que os dirigentes entendem e gerenciam essas questões cibernéticas, eles começam a ver a importância de promover novas competências para a força de trabalho para que essa seja capaz de prestar suporte ao crescimento futuro das organizações. Dos entrevistados, 59% identificaram os especialistas em segurança cibernética como a nova função mais importante, seguidos dos cientistas de dados (57%) e dos gerentes de transformação digital (54%).

Para Franceli Jodas(foto), do segmento de energia elétrica da KPMG no Brasil, “Oportunidades impulsionadas por tecnologia no setor de energia também abriram portas para ameaças cibernéticas e riscos significativos, tópicos que vêm ganhando grande destaque nas pautas dos CEOs e dos Conselhos de Administração. Os níveis de defesa e prontidão em relação a ataques cibernéticos variam no setor, mas é essencial que as empresas tomem as medidas necessárias para proteger os sistemas. Do contrário, elas correm o risco de ser alvo de ataques devastadores”.

No levantamento, os presidentes das empresas de energia demostraram que entendem a importância de proteger os dados do cliente, mas também enfatizam a necessidade de atender melhor às expectativas deles. Aproximadamente 65% de todos os CEOs que participaram da pesquisa disseram que proteger os dados do cliente é fundamental para viabilizar o crescimento da base de clientes futura. De acordo com o estudo, mais de 30% deles afirmaram que acreditam que o desempenho das organizações em atender às expectativas do cliente está abaixo do nível esperado e 78% sentem que atendem às expectativas mínimas do cliente ou estão abaixo do nível esperado.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of