Megabanner

GOVERNO ESTUDA PLANO DE CONTIGÊNCIA NO ABASTECIMENTO DE ENERGIA EM RORAIMA

LINHAO governo federal, por meio do Ministério de Minas e Energia, está avaliando a implantação de um plano de contingência no fornecimento de energia para o estado de Roraima, na região Norte do país. A ideia é aproveitar a geração de usinas térmicas locais em substituição a energia vinda da Venezuela, caso o país vizinho interrompa o abastecimento. No ano passado, os venezuelanos já ameaçaram cortar a energia, afirmando que a distribuidora Roraima Energia tinha uma dívida não paga.

Como se sabe, Roraima é o único estado desconectado do Sistema Interligado Nacional (SIN) e é dependente do fornecimento da Venezuela. O estado conta também com a geração de térmicas movidas a óleo diesel. Contudo, há um plano em discussão no governo estadual para substituir a eletricidade gerada pelo país vizinho.

O MME abriu, em janeiro, uma consulta pública com as regras para o leilão de aquisição de energia para o sistema isolado de Boa Vista e localidades conectadas, no estado de Roraima. A previsão é de que o certame seja realizado no dia 16 de maio, com início de suprimento em janeiro de 2021.

Vivendo uma grave crise interna, a Venezuela tem tido dificuldades em cumprir com o abastecimento de energia em Roraima, que acaba sofrendo blecautes. No ano passado, foram realizados testes bem sucedidos no estado com o uso só das quatro térmicas locais.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of