Megabanner

ESTADOS UNIDOS LANÇAM PROJETO PARA DESENVOLVER NOVAS TECNOLOGIAS PARA REATORES NUCLEARES

ddO Departamento de Energia (DOE) dos Estados Unidos lançou o projeto Versatile Fast Neutron Source com objetivo de   fornecer uma capacidade rápida para os testes de nêutrons e ajudar o desenvolvimento norte-americano de tecnologia avançada de reatores nucleares. O Reator de Teste Versátil (VTR), como também é conhecido, pode ser concluído em 2026. O DOE disse que a capacidade rápida de testes de nêutrons ajudaria o país a atingir sua meta de desenvolvimento avançado de tecnologia de reatores nucleares. Estas instalações estão atualmente disponíveis em apenas alguns países.  Os Estados Unidos não operaram uma unidade dessas  há pelo menos 20 anos. Isso significa que os desenvolvedores  americanos  não tiveram a capacidade de realizar testes de irradiação acelerados necessários para o desenvolvimento de conceitos avançados de determinados. O VTR forneceria uma fonte baseada em reatores dos nêutrons rápidos necessários para testar a tecnologia avançada de reatores, combustíveis e materiais relacionados.

A Lei de Capacidades de Inovação de Energia Nuclear, que entrou em vigor em  setembro de 2018, orientou o DOE a desenvolver uma fonte rápida de nêutrons baseada em reatores para testes de combustíveis e materiais de reatores avançados e executar um programa para melhorar a capacidade de desenvolver novas tecnologias para reatores.  O lançamento do VTR foi anunciado pelo secretário de Energia dos EUA, Rick Perry, durante uma conferência na Agência Internacional de Energia Atômica. Perry disse que o VTR foi um passo fundamental para implementar a direção do presidente Donald Trump para “revitalizar e expandir” a indústria nuclear dos Estados Unidos:  “Este Advanced Reactor de ponta dará às empresas americanas a capacidade que atualmente não possuem para conduzir tecnologia avançada e testes de combustíveis sem ter que ir aos nossos concorrentes na Rússia e na China“.

O Idaho National Laboratory do DOE já havia selecionado a tecnologia PRISM da GE Hitachi Nuclear Energy (GEH) para apoiar o programa VTR, e subcontratou a GEH para trabalhar com a Bechtel para avançar as estimativas de projeto e custo para um VTR baseado no reator integral refrigerado a sódio. O DOE informou que vai agora avançar com seu projeto conceitual do reator, com previsão de estar concluído em seis anos.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of