A EXXON PODE INVESTIR ATÉ US$ 65 BILHÕES ATÉ 2020 EM PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO BRASIL, ESTADOS UNIDOS E GUIANA | PetroNotícias





A EXXON PODE INVESTIR ATÉ US$ 65 BILHÕES ATÉ 2020 EM PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO BRASIL, ESTADOS UNIDOS E GUIANA

CCCCCA Exxon Mobil, com sede nos Estados Unidos, está planejando aumentar sua carteira e investir até 16%  a mais até 2020 com objetivo de retomar a produção de petróleo e gás. Isso pode significar uma atuação mais agressiva nas rodadas de petróleo que serão realizadas no Brasil. O presidente-executivo da companhia, Darren Woods (foto), tem sofrido pressão para cortar despesas e impulsionar o preço das ações, que praticamente não subiu nos últimos sete anos, uma vez que o fluxo de caixa da empresa esteve restrito após apostas erradas na Rússia e em gás natural. A petroleira americana espera investir entre US$ 63 bilhões e  US$ 65 bilhões em 2019 e 2020, o que significa um investimento de entre US$ 33 bilhões e  US$ 35 bilhões apenas no próximo ano.

O valor é superior aos 30 bilhões de dólares projetados pela companhia para este ano.  As estimativas de analistas que eram  cerca de US$ 27 bilhões. A empresa prevê investimentos de entre US$ 46 bilhões e US$ 48 bilhões em suas  unidades de produção no mesmo período, com a maior parte dos recursos indo para as operações de “shale” nos EUA, projetos em águas ultraprofundas no Brasil e na Guiana e projetos de gás natural liquefeito.

1
Deixe seu comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Luciano Seixas Chagas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luciano Seixas Chagas
Visitante
Luciano Seixas Chagas

No Brasil além de mui bem posicionada na Bacia de Santos junto com a Equinor e Galp nas acumulações de Carcará, Carcará Norte e Guanxuma e no bloco exploratório Uirapuru, por causa da facilidade dada para a Exxon parceiras (eufemismo de doação) pela Petrobras quando gerenciada pelo senhor Pulem Parente, a Exxon também tem excelentes ativos na Bacia de Se-Al, no pós-sal, em parceria com a QG o&g. Assim terá, certamente sucesso no Brasil, principalmente se investir cerca de US$ 33 bilhões/ano. Comparem com o pífio investimento que será feito com mesmo fim pela Petrobras, detentora de mui melhores ativos… Read more »