Megabanner

NUCLEP APRESENTARÁ AO MERCADO SUAS DEMANDAS POR INSUMOS DURANTE O SPOTLIGHT, NO RIO

wwwwwCom o avançar do mês de março, fica cada vez mais próximo o evento World Nuclear Spotlight, no Rio de Janeiro, agendado para o início de abril, entre os dias 3 e 5. As grandes empresas do setor de energia nuclear, tanto do Brasil como do exterior, participarão do encontro. O primeiro dia do Spotlight será marcado por diversas apresentações de membros do governo e executivos das mais importantes companhias mundiais do mercado nuclear. A brasileira Nuclep, presidida pelo Almirante Carlos Seixas (foto), participará dos painéis de discussão, apresentando seu potencial para construir equipamentos. Além disso, a empresa vai revelar ao mercado as suas muitas demandas por insumos usados em seus projetos, o que pode ser uma porta de entrada para potenciais novos negócios com a Nuclep. “Todas as companhias presentes terão a oportunidade de ver que a Nuclep também é uma potencial compradora”, afirmou Seixas. O evento também será uma chance para a Nuclep apresentar seu novo diretor comercial, Nicóla Mirtto Neto, que fará a apresentação da empresa no encontro.

Como a Nuclep participará do Spotlight?

A apresentação da empresa no Spotlight será muito importante porque teremos a oportunidade de mostrar as possibilidades e a potencialidade da Nuclep como fornecedora de equipamentos e compradora de insumos. Será uma boa oportunidade. Conversei isso com o presidente da Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares (Abdan), Celso Cunha, sugerindo  colocar um tema sobre este aspecto durante o evento. Eu acho que é importante a posição da empresa nesse encontro para isso. 

Quem fará a apresentação da empresa no evento?

A princípio, eu faria a apresentação, mas eu repassei essa responsabilidade ao novo diretor comercial da empresa, Nicóla Mirtto Neto. Será uma oportunidade de apresenta-lo ao mercado. Ele já acumula experiência em outras caldeirarias pesadas importantes do setor brasileiro. Ele é muito voltado também para a área de petróleo e gás e acredito que é importante apresenta-lo ao mercado nuclear. 

Qual será o foco da apresentação da Nuclep no Spotlight?

Será uma apresentação da empresa e seu potencial de construção de equipamentos para o mercado. Além disso, para fazer determinados tipos de equipamentos, somos potenciais compradores de insumos. Todas as companhias presentes terão a oportunidade de ver que a Nuclep também é potencial compradora. Por exemplo, na modernização do CTMSP [Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo], estamos comprando muitos insumos do exterior, de países como França, Itália e China. Então, é importante mostrar na apresentação da empresa aquilo que nós compramos. Essa será a importância da participação da Nuclep no Spotlight. 

Quais são as perspectivas com o mercado nuclear?

Estamos com uma boa expectativa em relação ao país, para que possamos crescer novamente. Todas as indústrias serão beneficiadas. O nosso ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, está focado na melhora do sistema energético brasileiro. Quando o país começar a crescer novamente, precisaremos de mais energia. O Brasil só não teve um apagão porque paramos de crescer. Inclusive, regredimos.

O senhor então acredita que a fonte nuclear é parte da solução energética para o Brasil?

Com o futuro crescimento, é importante para o país ter novas fontes de energia. E tenho certeza que a fonte nuclear entrará nesse aspecto. Por isso, o Spotlight é importante, para mostrar ao mercado as nossas empresas e as potencialidades de cada uma delas. 

2
Deixe seu comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Ernesto Sá Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ernesto Sá
Visitante
Ernesto Sá

Há que se valorizar esta importante empresa que dispõe de excelente corpo técnico, infraestrutura inigualável e equipamentos de alta tecnologia para executar projetos de estruturas e caldearia pesada, principalmente para atender a Petrobras e demais empresas que atuam no esforço offshore.

trackback

[…] Leia em: petronoticias.com.br/archives/126339 […]