Megabanner

ÍNDIA E ESTADOS UNIDOS FIRMAM COMPROMISSO DE SEGURANÇA BILATERAL PARA CONSTRUÇÃO DE SETE NOVAS USINAS NUCLEARES

XXXXA Índia e os Estados Unidos se comprometeram  a fortalecer a segurança bilateral e a cooperação nuclear civil, incluindo o estabelecimento de seis usinas nucleares projetadas pelos americanos na Índia. Os dois governos anunciaram seu compromisso em uma declaração conjunta após a nona rodada do Diálogo Estratégico de Segurança EUA-Índia, que foi realizado em Washington DC. As delegações foram lideradas pelo secretário de Relações Exteriores da Índia, Vijay Gokhale, e pelo subsecretário de Estado  para Controle de Armas e Segurança Internacional, Andrea Thompson. Em um comunicado, eles disseram que “ Os dois lados trocaram pontos de vista sobre uma ampla gama de desafios globais de segurança e não-proliferação e reafirmaram seu compromisso de trabalhar juntos para prevenir a proliferação de armas de destruição em massa e seus sistemas de distribuição e para negar acesso a tais armas por terroristas e não-terroristas e atores estatais.”

Os 22 reatores nucleares operando na Índia   fornecem apenas  cerca de 3% de sua eletricidade, segundo a Associação Nuclear Mundial. O governo indiano está comprometido em aumentar sua capacidade de energia nuclear como parte de seu programa de desenvolvimento de infraestrutura e já tem sete unidades em construção: quatro reatores pressurizados de água pesada (PWRs) projetados internamente, dois em Kakrapar e Rajasthan; dois VWP PWRs de design russo em Kudankulam; e um protótipo de um reator reprodutor rápido de projeto nativo em Kalpakkam.

Kovvada, em Andhra Pradesh, foi escolhida para a construção de seis PWRs AP1000 projetadas pela Westinghouse, embora acordos contratuais ainda tenham que ser finalizados. O regime de responsabilidade nuclear da Índia tem sido um obstáculo para os fornecedores de usinas nucleares no exterior. A Índia aprovou, em 2010, uma legislação que responsabilizava os operadores de centrais nucleares – e não os vendedores – por qualquer dano causado em caso de acidente até um determinado limite, mas um operador poderia ainda recorrer legalmente ao fornecedor sem limite máximo estabelecido no fornecedor.

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of