Megabanner

EDP VAI REALIZAR O MAIOR PROJETO DO MUNDO DE INSTALAÇÃO DE ADESIVOS FOTOVOLTAICOS NO ESPÍRITO SANTO

121A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, e a Sunew, líder mundial na fabricação de Filmes Fotovoltaicos Orgânicos (OPV), assinaram um contrato para instalação de cerca de 2 mil m² de OPV adesivo em clientes das suas distribuidoras de energia. Deste total, aproximadamente 600m² serão instalados na sede da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), em Vitória. Este será o maior projeto no mundo a utilizar essa tecnologia de adesivo em fachadas. Com previsão de iniciar em  maio, a iniciativa integra um projeto da EDP para o programa de P&D da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que busca desenvolver novas soluções para o setor elétrico. O valor investido será de aproximadamente R$ 5,15 milhões, que serão aplicados em instalações de clientes das áreas de concessão da EDP Espírito Santo e da EDP São Paulo. O prazo para o desenvolvimento total do projeto é de 20 meses.

“Este projeto em parceria com Sunew busca dar escala à tecnologia do OPV integrado a adesivos, agregando valor à geração de energia limpa. Por ser versátil e se adaptar à aplicação em fachadas e claraboias de vidro, esta solução permite um uso mais fácil e generalizado, podendo vir a ampliar, num futuro próximo, o portfólio de serviços que a EDP oferece aos seus clientes”, afirma Fernando Saliba, diretor da EDP.

Os painéis fotovoltaicos orgânicos são compostos por células capazes de gerar energia elétrica a partir da luz do sol. Com características de leveza, flexibilidade e transparência, os adesivos se adaptam a diversas estruturas se adequando a locais onde tecnologias tradicionais não se aplicam. No caso do edifício da Findes, a aplicação será na fachada de vidro (aplicação vertical) e na cobertura (aplicação horizontal). Depois de instalados, os adesivos evitarão a emissão de até 245 toneladas de CO2 na atmosfera. O produto da Sunew é a tecnologia mais verde de energia solar. Até o seu processo produtivo possui a mais baixa demanda energética dentre todas as alternativas (apenas 1.4MJ/Wp) e a menor pegada de carbono (10 a 20 vezes menor que as tecnologias solares tradicionais). Os filmes são feitos de material orgânico não tóxico, com impressão similar à realizada na indústria têxtil, e requerem menos energia para serem produzidos. Além da instalação na sede da Findes, a EDP também fará a implantação de aproximadamente 600 metros de OPV em sua sede no Espírito Santo, 300 metros quadrados na sua loja de atendimento em São Paulo e 400 metros quadrados no Parque Tecnológico de São José dos Campos

Deixe seu comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of